Stage Select

Aventure-se em Village ao lado de Gomez em FEZ! (XBLA)

Um dia, você está no seu quarto,“tranquilão”, quando recebe uma carta que te orienta a ir até o topo de sua “vila” para conversar com um... (por Ramon Oliveira de Souza em 08/12/2013, via Xbox Blast)



Um dia, você está no seu quarto,“tranquilão”, quando recebe uma carta que te orienta a ir até o topo de sua “vila” para conversar com um cara que está lá em cima, te esperando. Assim começa a aventura de Gomez, no local denominado Village, onde você descobre coisas incríveis sobre o seu mundo e sobre a aventura que te aguarda em FEZ!

Do quarto ao topo do morro

Com gráficos no maior estilo 8-bits em 2D, Village pode ser considerado um dos cenários mais simples do jogo, onde encontramos alguns personagens e algumas casas, incluindo a do nosso protagonista, que, aliás, nunca conheceu outros lugares além da sua vila. Logo no começo, somos levados até o quarto do Gomez, que está dormindo tranquilamente, e ao acordar e checar a sua caixa de correios, ele se depara com uma “convocação”, vinda lá de cima, de alguém que se chama Geezer e que precisa lhe dizer algo importante, afinal, hoje é um dia especial.

Um dia especial na vida de Gomez

No caminho podemos aproveitar toda a paisagem quadrada que o jogo nos propicia. As cores são bonitas e equilibradas, lembrando os melhores jogos da época do SNES e Mega Drive, com árvores quadradas, casas coloridas e personagens saltitantes na tela. A trilha sonora também não peca, é no estilo de música contagiante, aquela do tipo que fica na sua cabeça depois que você termina a jogatina. Vale destacar também as falas dos personagens, como a do rapaz de óculos, que diz que sua forma preferida é o quadrado e não o cubo, alegando que o cubo não existe. E se sobressai também a mocinha dentro da escola, que diz que o quadrado do mal não existe, só os “normais”... o que será que estão querendo dizer? Para auxiliar a escalada de seus habitantes, Village conta com escadas, plantas, “pedaços-de-chão-que-flutuam” e até mesmo  os telhados das casas nos ajudam.


Do topo ao desconhecido

Lá no topo, com a visão mais aberta de um céu pixelado, temos o encontro com Geezer, que pouco diz sobre o porquê de estarmos ali, e de repente, surge o tão desacreditado elemento daquela vila: o cubo! Quando ele aparece, somos levados à outra dimensão, com algo semelhante a um altar, e ele conversa com o Gomez em um idioma desconhecido (cubês ou cubano?). Após uma abdução, o cubo presenteia-o com um chapéu e com um tilt... Isso mesmo, o game dá um tilt, no maior estilo retrô, com direito a tela de erro e tudo mais! Após esse divertido erro, o personagem acorda em seu quarto, usando o presente dado pelo cubo.

“Assopra a fita, o game deu tilt!”

Do desconhecido ao inicio de uma jornada!

É aí que a aventura começa! Gomez é apresentado a Dot, um cubo multicolorido que será o seu guia. Ele diz que algo deu errado, que o Hexaedro (o cubo que presenteou o personagem) foi fragmentado e seus pedaços estão por aí, espalhados pelo mundo todo, e afirma que, sem eles, algo ruim acontecerá.
Agora, com o poder de ver além do que os olhos comuns podem enxergar (ou prefeririam não enxergar, talvez), Gomez explora seu lar, que, até então, era encarado em apenas uma perspectiva. Quando o ambiente passa para o 3D, temos uma Village mais ampla e bonita e o estilo do jogo não para de surpreender, mesmo sendo simples, tudo em Village fica divertido e interessante com a mudança de perspectiva.

“Agora você vê, agora você não vê”

De Village para o além!

Como todo herói que começa o seu jogo dormindo, Gomez não hesita em se aventurar por sua terra, conhecendo os perigos e topando qualquer desafio que apareça, e é aqui, no início do jogo, que temos uma pequena introdução a tudo que vamos ver ainda, e acredite, é muita coisa. Vale a pena explorar cada canto da terra do nosso amigo Gomez e aproveitar cada segundo desse jogo incrível!

Revisão: Samuel Coelho
Capa: Daniel Silva
Ramon Oliveira de Souza escreve para o Xbox Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook