Phil Spencer diz que, possivelmente, o Xbox One não será o último console de hardware da Microsoft

Uma das grandes promessas do Xbox One é a sua capacidade de usar os recursos da computação nas nuvens a seu favor, tornando possível assi... (por Gustavo Andrade em 13/01/2014, via Xbox Blast)

Uma das grandes promessas do Xbox One é a sua capacidade de usar os recursos da computação nas nuvens a seu favor, tornando possível assim um maior processamento com o mesmo hardware.


Perguntado no Twitter se acredita que o Xbox One será o último console baseado em hardware que teremos, Phil Spencer, vice-presidente corporativo da Microsoft Studios, disse que não acredita nessa possibilidade. Segundo ele, "a computação local ainda será importante por muito tempo". Confira o tweet:


Phil completa a discussão expondo um pouco mais a fundo a sua opinião sobre o conflito entre hardwares locais e recursos da nuvem.
"Olhe para os dispositivos mobile, conectados a redes cada vez mais rápidas e a maiores serviços na nuvem, mas o poder local [de hardware] ainda cresce a cada geração. [...] A capacidade da banda ainda é um problema, mas acredito que [engenheiros de hardware e software] trabalhando juntos, logo encontrarão a capacidade máxima local [de hardware]."
E você, leitor, o que acha? Apesar do Xbox One ter sido lançado há relativamente pouco tempo, será que ainda veremos, quem sabe, um Xbox Two ou Xbox 720 daqui a alguns anos? Ou o futuro dos videogames já é totalmente dependente da tecnologia de computação nas nuvens?

Fonte: NowGamer
Gustavo Andrade estuda programação de jogos digitais e busca trabalhar nessa área. Adora escrever e jogar videogame, então entrar para a equipe do Xbox Blast como newsposter foi unir o útil ao agradável. Está sempre por aí ou no Facebook.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook