Microsoft discute sobre a polêmica em torno da resolução do Xbox One

Parte da capacidade do Xbox One foi direcionada para o sistema operacional, o que afetou a resolução do console.

Antes mesmo do lançamento, o Xbox One se envolveu em polêmicas devido à conexão constante com a internet e o uso de DRM, agora após o lançamento o assunto da vez é a resolução do console. Para tentar explicar essa situação, Ed Fries, co-criador do Xbox, participou de uma sessão de perguntas e respostas promovidas pelo Yabbly.

De acordo com Fries, o Xbox One pode rodar jogos em 1080p, assim como o PS4, mas parte do poder do console acabou sendo reservado para manter o sistema operacional, o que acabou afetando outros aspectos, como a capacidade de resolução do dispositivo.
"Não sou nenhum especialista, mas pelo que sei, a Microsoft reservou algum poder do Xbox One para o sistema operacional, e disse aos produtores que posteriormente, iria redirecionar esse poder para outras funções. Até agora isso não aconteceu, e é por isso que os jogos não conseguem atingir resoluções tão altas, como teriam se tivessem esse poder extra. Pelo menos é o que tenho ouvido em conversas com produtores."
Ao ser perguntado sobre a Microsoft ter voltado atrás em suas políticas a respeito do DRM e conexão constante, Fries disse que tudo poderia ter dado certo se a abordagem da empresa tivesse acontecido de forma diferente.
"Penso que a história da distribuição digital/DRM poderia ter sido aceita, afinal de contas a Steam se utiliza de distribuição digital. Mas eles propuseram algo que não era nem Steam, nem era positivo para os seus clientes. Quando as pessoas reclamaram, eles simplesmente se livraram do sistema ao invés de tentar corrigir até se tornar algo que as pessoas quisessem.”
Para finalizar, Fries comentou sobre os rumores da venda da divisão Xbox. Para ele, seria uma atitude idiota para a Microsoft, a divisão Xbox vem sendo bem sucedida e conseguiu seu espaço no mercado dos consoles.
“Os investidores deveriam aprender com o sucesso da divisão Xbox e criar mais divisões como ela, não querer vendê-la.”
Fonte: Gamespot 
Chibieska escreve para o Xbox Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook