Fechamentos e demissões na Microsoft não afetarão Quantum Break

Série de cortes na empresa incluiu estúdio voltado para a produção de live-actions, o que poderia influenciar na produção do novo jogo.

Ontem, dia 17, a Microsoft anunciou uma demissão em massa de 18,000 funcionários nos próximos meses. Muito dessas demissões se devem ao acúmulo de pessoal que ocorreu com a compra da Nokia em 2013. Mas outras áreas também sofreram baixas.


Dentre a série de reformulações, um dos anúncios foi o fechamento do Xbox Entertainment Studios. Esse estúdio é responsável por algumas produções live-action que seriam exibidas exclusivamente para a Xbox Live. Fazia parte da filosofia da Microsoft em tornar seus consoles em centros de entretenimento. 

Durante a Copa do Mundo, eles foram responsáveis pela série Every Street United, que mostrava estrelas do futebol em busca de novos talentos. Uma série de TV baseada em Halo também estava nos planos, além de outros documentários. Algumas produções já em curso devem ser finalizadas, mas nada de novo será feito.

E o que tudo isso tem a ver com Quantum Break? Bom, junto com o novo jogo, estão programados episódios gravados com atores reais, onde ambas as obras farão parte da mesma narrativa, interagindo entre si. Logo, surgiu o medo de que a produção do jogo estivesse em risco.

A Microsoft então anunciou que tanto jogo como a série não sofrerão perdas por conta das demissões e, conforme já estava previsto, mais informações serão liberadas em agosto, na Gamescom.

Fonte: Polygon
Flávio Augusto Priori é formado em design de jogos e tenta ganhar a vida com esse negócio chamado video game. Para ele Metal Gear é a melhor série já feita e ainda acredita na volta da SEGA. Escrevia para o saudoso Minha Tia Joga LoL e hoje pode ser achado no Facebook e no Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook