Jogamos

Análise: O retorno dos mortos vivos brigões com o pacote Darkstalkers Resurrection (XBLA)

Lançado em junho de 1994, Darkstalkers: Night Warriors trouxe aos arcades mais um jogo de pancadaria, só que dessa vez os combatentes ... (por Filipe Salles em 10/04/2013, via Xbox Blast)


Lançado em junho de 1994, Darkstalkers: Night Warriors trouxe aos arcades mais um jogo de pancadaria, só que dessa vez os combatentes eram todos baseados em criaturas dos clássicos contos de horror, como o vampiro Demitri Maximoff e o lobisomem Jon Talbain. Quase vinte anos após seu lançamento, a Capcom traz aos fãs da série a coletânea Darkstalkers Resurrection, contendo o primeiro e o terceiro título da franquia. Será que a franquia retornará das cinzas?

Pincelada em HD para renovar a franquia

Como em todos os outros remakes da Capcom relançados para a XBLA, Darkstalkers Resurrection também recebeu o tratamento gráfico em HD de costume, havendo apenas uma adequação ao padrão que encontramos nas televisões atualmente.

Assim como o remake para o clássico Street Fighter III: 3rd Strike, a coletânea de Darkstalkers também traz no canto da tela de cada partida o seu progresso em relação às conquistas do jogo (os famigerados achievements). Esse sistema é usado para que o jogo não ocupe a tela inteira e com isso perca qualidade. Porém é bem complicado ver no meio da luta se você está perto de conseguir alcançar os 200 especiais dados.

Para quem não esteve por aqui nos anos 90

A série teve poucos anos de vida aqui no Ocidente e seu último título original foi Darkstalkers 3, lançado em 1997. Em 2004, a franquia retornou através de uma compilação para o portátil da Sony em 2004 intitulada Darkstalkers Chronicle: The Chaos Tower e por conta disso é bem provável que muitos só conheçam as famosas personagens Morrigan e Felicia por conta dos conhecidos crossover lançados pela Capcom ao longo dos anos.

Mesmo com o aspecto sombrio, Darkstalkers era uma alternativa mais bem humorada em relação aos outros jogos de luta 2D da época que em geral eram tratados com mais seriedade. Sua principal contribuição foi trazer aos fãs dos jogos de luta novas mecânicas a serem dominadas, como andar agachado e bloquear ataques durante o pulo, que passaram também a ser integradas em outros títulos da Capcom, como nos episódios da saga Street Fighter Alpha.

Qual o seu personagem favorito de DarkStalkers 3?

Temos mais um vovô conectado

Com o retorno da franquia à plataforma online do Xbox 360, era óbvio que funcionalidades atuais e modos de jogo teriam que ser incluídos na coletânea. Um deles é o modo challenges, onde você encara uma série de desafios com cada personagem. Este modo surgiu em Street Fighter IV e funciona como uma forma de tutorial, onde é possível aprender todos os golpes especiais e combos do seu favorito.

Darkstalkers Resurrection brilha quando entramos na rede para disputar com outros jogadores. Utilizando o sistema GGPO, também visto em outra coletânea da empresa, Marvel vs Capcom Origins - lançado no ano passado cuja prévia você conferiu aqui no Xbox Blast. Consegui jogar diversas partidas online sem notar lag algum.

Além das tradicionais partidas ranqueadas e as partidas livres, podemos organizar uma Xbox Live Party para promover a jogatina entre amigos e também participar de campeonatos online através do modo torneio. Também é possível assistir às lutas de seus amigos caso estejam na mesma sala virtual.
Por fim, Darkstalkers Resurrection é um presente aos nostálgicos fãs da série e talvez um prelúdio para quem sabe, uma ressureição real da franquia com um jogo original no futuro. Será que teremos um Darkstalkers 4 em breve? Enquanto podemos apenas especular sobre o futuro, não deixem de comentar abaixo o que acharam desta coletânea, que está disponível na XBLA por 1200 MS Points e você pode conferir o trailer logo abaixo.

Prós

  • Dois títulos pelo preço de um;
  • Jogatina online robusta e com pouco lag;
  • O modo challenges ajuda a aprender os combos de seu personagem favorito.

Contras

  • A barra vertical nas laterais mostrando as conquistas é meio inútil.
Darkstalkers Resurrection - Xbox 360 - Nota final: 8.5

Revisão: Leandro Freire
Capa: Vitor Nascimento

Filipe Salles é formado em Administração de Empresas pela UNIGRANRIO, joga videogame desde os quatro anos. Nerd assumido, adora falar sobre cultura geek e videogames, o que o levaram à redação do Xbox Blast e da PlayerTwo. Está no Facebook e Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook