Blast from the Past

É hora da dança! Levante do sofá e relembre o revolucionário Dance Central! (X360)

Quando a Microsoft lançou o Kinect, muita expectativa foi criada e embora o equipamento revolucionário trouxesse novas formas de jogabili... (por Diego Leon em 24/11/2013, via Xbox Blast)


Quando a Microsoft lançou o Kinect, muita expectativa foi criada e embora o equipamento revolucionário trouxesse novas formas de jogabilidade aos jogos tradicionais, ficou claro que os games de dança se beneficiaram muito com o acessório. Dance Central foi um dos pioneiros neste segmento – seguido de Just Dance – e mostrou que dançar em frente à TV pode ser uma experiência divertida.

Requebre o corpo inteiro

Se você tem um Wii e curte dançar, provavelmente passou algum tempo com Just Dance. A série da Ubisoft mostrou-se uma verdadeira mina de ouro e não podemos negar que foi um sucesso. Mas é aquela história: você pode sacudir o controle e deixar o corpo imóvel - mas mesmo assim você ganhará pontos. Esqueça isso em Dance Central – é necessário mexer o corpo inteiro.

Outra comparação entre Just Dance e Dance Central é que este exige mais técnica do jogador.  Não se preocupe se você não sabe dar uns passinhos, pois existe um modo de treino disponível, o Break it Down. Este modo é quase essencial para os passos mais difíceis.  Além disso, cada música possui três níveis de dificuldade – do easy ao hard – aumentando a longevidade do título.


As músicas são liberadas conforme o avanço do jogador, sendo que as últimas possuem passos mais complexos que exigirão treino e coordenação do jogador. Cada levantada de braço, cruzada de perna e batida de pé são levados em conta na pontuação da dança. E assim como Guitar Hero, também da desenvolvedora Harmonix, conforme vão se perdendo pontos a imagem começa a ficar desfocada, sem cores, mais lenta, indicando que sua dança não está agradando.

Os gráficos são polidos e brilhantes, tudo para enriquecer o ritmo de festa. A modelagem dos dançarinos também agrada, evidenciando um conjunto de qualidade. Ao contrário da série rival da Ubi, que preza por um visual mais caricato, Dance Central opta por um visual mais realista, com cores vibrantes e muita iluminação.


A setlist das músicas é heterogênea – passando pelo pop, rock, funk e trance. Algumas músicas que marcaram Dance Central foram Evacuate the Dance Floor  (Cascada), Funkytown (Lipps inc), Just Dance (Lady Gaga), Maneater (Nelly Furtado) e Down (Jay Sean). De forma geral, a setlist agrada pela diversidade das músicas e das coreografias. O título tem um fator replay extremamente alto.

Chame a galera

Dance Central é sem dúvida um jogo para curtir com os amigos. Não há problema em jogar sozinho, claro, mas o mais legal do título é dançar com a turma – e claro, ganhar algumas cenas hilárias. A grande falta de Dance Central é um multiplayer – o jogo apenas proporciona um modo versus, o Dance Battle, em que cada jogador dança um trecho da música, mas cada um ao seu tempo, sem cooperação. Um multiplayer mais sério foi implementado na continuação, Dance Central 2.


O que vai render boas risadas é o momento Freestyle, que ocorre na metade das danças. Neste momento, o jogador pode dançar livremente, enquanto o Kinect grava a sua performance. É um dos momentos mais divertidos e engraçados – rever seus passos na televisão.

Dance Central pode ser o centro de sua festa – todos vão adorar dançar. É incrível como as pessoas perdem a vergonha e realmente se entregam à experiência do jogo. Embora o jogo privilegie a técnica, é extremamente divertido e cativante.


Confira o gameplay de Dance Central!

Veredito: dê uma chance à dança

Dance Central é uma bela experiência de diversão. Claro que os jogos de dança não são novidade, a série Dance Dance Revolution, da Konami, mostra que este gênero já é antigo. Mas Dance Central revolucionou. Colocar o jogador frente a frente com o Kinect, desafiando-o com uma coreografia que leva em consideração todo o corpo e o movimento é sensacional. Um pacote de belos gráficos, boa tracklist, jogabilidade eficiente fez com que Dance Central marcasse o seu espaço nos games de dança. E com muita propriedade.

Revisão: Ramon Oliveira de Souza
Capa: Leonardo Correia
Diego Leon escreve para o Xbox Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook