Vem aí

Prévia: A arte da ladinagem retorna com a nova aventura de Garrett! Tudo o que sabemos sobre o reboot de Thief (X360/XBO)

Lançado originalmente em 1998, seguindo o estilo de visão em primeira pessoa, mas com um visual steampunk sombrio, Thief sempre teve o ... (por Gustavo Dourado em 21/12/2013, via Xbox Blast)

Lançado originalmente em 1998, seguindo o estilo de visão em primeira pessoa, mas com um visual steampunk sombrio, Thief sempre teve o mesmo objetivo: invadir algum local o mais silenciosamente possível, pegar o que conseguir carregar e sair desapercebido. Garrett viveu suas primeiras aventuras na escuridão, sendo o melhor no que fazia, ou seja, roubar, ganhando assim o título de Master Thief. Em 2004,sua última aventura, Deadly Shadows, foi lançada, mas o “hiato” e a falta de informações sobre o título acabou por deixar os fãs na dúvida se o ladrão seria visto novamente.  Eis que, em março deste ano, a grande surpresa foi revelada. Confira tudo o que sabemos até o momento sobre a renascença desta lenda!

Tudo novo… de novo!

A espera acabou em março deste ano quando a revista especializada Game Informer anunciou como destaque do mês uma nova aposta da Square Enix, sendo esta a reaparição de Master Thief em um jogo próprio. Feliz ou infelizmente, uma outra notícia abalou os fãs de imediato: o novo título da franquia seria um reboot da série, como ocorrido com outros títulos neste mesmo ano, entre eles Tomb Raider e DmC: Devil May Cry, descartando assim os rumores sobre o suposto quarto game, conhecido como “Thi4f”.

Desenvolvido pela Eidos Montréal, uma subsidiária da lendária Square Enix, o novo título, segundo o informado pelos próprios desenvolvedores, seguirá as tendências básicas da franquia, trazendo sua essência de volta à vida, mas também apresentando-a a um novo público: o dos jogadores da atualidade.

Os novos visuais são de ficar boquiaberto!

As sombras mortais

A história se passa em The City (sim, este é o nome da cidade), a qual é “comandada”, de certa forma, pelo Barão, um maníaco por controle, e também um velho conhecido dos fãs de longa data. A grande questão é que, com a tirania do Barão, a opressão, a miséria e o medo tomaram as ruas, fazendo com que nenhum lugar seja seguro e não haja ninguém em quem confiar.

Garrett é um ladrão conhecido por poucos, mas procurado por muitos. Ele rouba apenas aqueles que julga serem gananciosos ou maldosos. Antes, apenas se preocupava consigo e suas habilidades, mas ao encontrar uma garota, Erin, viu uma pupila. Ele a treinou e a ensinou suas artes. Mas Erin se tornou gananciosa, fazendo com que se separasse de seu mestre, o que o fez este entrar em isolamento e se  transformando no ladrão que podemos ver hoje. Em uma nota à revista Game Informer, ele se apresenta, mostrando um pouco do que podemos esperar:

Conhecido por muitos nomes, Garrett é mais conhecido por Master Thief.

"O tempo passou. O poder mudou. A nova ganância repõe a antiga. Mas para me manter livre na cidade acorrentada, ainda há um preço enorme a ser pago. Primeiro eu roubei para sobreviver, agora vivo para roubar. Eu sou um homem; ouço seus segredos, vejo suas verdades ocultas. Eu sou a sombra, escura e mortal, a noite de veludo. Você não me verá vindo."                                                                              “Eu sou Garrett... O que é seu, é meu."
Por conta de todo o caos e abuso causado pelo Barão, Garrett se encontrará em um fogo cruzado dentre as forças do Barão contra os civis, estes que iniciam uma revolução. Para impedir uma possível catástrofe, diga-se “banho de sangue”, Garrett se vê forçado a ajudar aqueles que necessitarem, utilizando suas habilidades inigualáveis, fazendo o que melhor sabe fazer: roubar.

Uma nova forma de roubar 

O novo game da franquia não traz apenas um nome de volta, mas também várias novas mecânicas, como, por exemplo, o “Focus”, já famoso em vários outros jogos do gênero, onde o personagem usa a habilidade de poder totalizar o foco no alvo, desacelerando o tempo quando for atirar, além de poder observar os inimigos no quesito quantidade, movimentação (se ele está próximo ou não),  poder roubá-los com mais velocidade, pegando mais de um item ao mesmo tempo, e revelar algo que acabou “deixando escapar” pelo cenário, mas este poderá ser desabilitado nos menus do jogo.

Garrett também poderá andar mais rápidamente pelas sombras, fazendo com que se pareça com um vulto quando necessitar passar por um corredor iluminado ou por um fio de luz que interrompe as sombras. A HUD (Heads Up Display ou a tela, no caso, a visão do jogador) também está um pouco diferente. A barra de vida do personagem será demonstrada do lado esquerdo do visor, juntamente da barra de foco, as quais deverão ser regeneradas com os determinados itens (poções), além da “ferramenta” selecionada, do lado direito. A HUD aparece limpa na parte do meio, sem sequer a bússola ou a barra de furtividade presente. Neste caso, a furtividade poderá ser identificada pelas sobras presentes na tela, ou seja, quanto mais escuro, mais escondido Master Thief está.

A nova HUD está mais "limpa", mas ainda contendo informações essenciais.

Não se esqueça de nós!

Mas, como o próprio produtor da franquia disse, as essência da franquia tem de ser preservada. O que seria de Garrett sem as suas “bugigangas”? E é por isso que podemos ver de volta as flechas com água, fogo e a arpoação. Seu arco pode estar de cara nova, mas ainda é tão útil quanto antigamente!

Garrett poderá apagar tochas com suas flechas d’água, assim como sempre fez, além de poder procurar fechadoras escondidas em alguns locais com as próprias mãos. A IA (Inteligência Artificial) do jogo foi incrementada, mas segue o mesmo padrão de antes, ou seja, caso o personagem escute ou veja algo anormal, irá suspeitar, falar algo, ir até o local, observar e, caso não encontre nada, simplesmente sairá andando de volta ao posto, mas, caso veja, ele iniciará uma perseguição. Caso não consiga pegar Garrett sozinho, ele fugirá e chamará ajuda, assim como nos antigos títulos.

Os guardas são inteligentes, mas não imortais.

"Eu não nasci para matar!"

“Garrett não é um soldado”, é o que diz o produtor do jogo sempre que inicia alguma entrevista. Entretando, ele deixa claro que o jogador possuirá a liberdade para agir da forma que desejar, como em todos os outros jogos da série. Se você for o tipo de jogador que prefere sair na porrada com todo mundo, derramando rios de sangue em todos os lugares, sem se ligar muito para sutileza, que seja! Mas se você for um fã da furtividade e simplesmente preferir aderir às sombras, você também pode. O jogo poderá ser jogado inteiramente sem morte alguma pelas mãos de Garrett, até porque ele é um ladrão, e não uma máquina de matar.

A história do jogo será linear, mas, assim como nos anteriores, o jogador poderá escolher a forma de como executar alguma missão, pelos diferentes caminhos. Os produtores deixam claro que não será necessário jogar os títulos anteriores para adentrar em The City, mas se você for um jogador de longa data, reconhecerá muitas coisas.

Garrett contará com um belo arsenal a seu dispor.

Nós podemos te ouvir

A equipe por trás do desenvolvimento do game está dando bastante atenção ao feedback dos fãs através da comunidade no site do jogo. De acordo com os gameplays oficiais que vão saindo, os fãs podem opinar no que gostaram e no que não gostaram. Alguns exemplos foram as QTEs (Quick Time Events, os momentos dentre as cutscenes, onde o jogador deve apertar algum botão específico) e os pontos de experiência por matar outros personagens. Os fãs não gostaram da ideia e elas foram retiradas, até porque, como o próprio produtor disse, “Garrett não é uma máquina de matar”!

Muito ainda pode ser melhorado, mas a data de lançamento do título se aproxima. O resultado desta possivelmente incrível experiência está quase aí, mas, pessoalmente, como um fã da franquia e um crente nos “milagres” da Square Enix, posso dizer que estou ansioso pela volta de um dos eleitos “melhores heróis”(?) de todos os tempos!

Thief (X360/XBO)
Desenvolvimento: Eidos Montréal
Distribuição: Square Enix
Gênero: Ação/Aventura/Stealth
Lançamento: 25 de Fevereiro de 2014
Expectativa: 5/5

Revisão: Jaime Ninice
Capa: Felipe Araújo
Gustavo Dourado é estudante do Ensino Médio e fissurado por tecnologia e games. Adora animações e quadrinhos japoneses, além de filmes de todas as partes do mundo. Ama RPGs, sejam eles de mesa ou digitais e desafia qualquer game que lhe desperta algum interesse.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook