Jogamos

Análise: Just Dance 2015 (XBO) reitera o melhor de sua franquia

Sexto título da linha principal da grande franquia de dança para videogames, Just Dance 2015 foca na comunidade, sem perder a diversão descompromissada.


Em sua conferência da E3 2014, a Ubisoft surpreendeu a todos com o anúncio da introdução de Just Dance ao mundo dos smartphones. E ainda fez questão de inovar (pelo sexto ano consecutivo) com a promessa de mais um título para a série principal da franquia de dança para consoles de mesa. Just Dance 2015 foi recebido pelos fãs com comentários positivos e negativos, mas que podem ser resumidos em “mais um!(?)”. Mas o que traz de novo esta mais recente iteração da franquia?

A fórmula da diversão

Aos poucos formamos a listas de músicas que ganhariam coreografias em Just Dance 2015. Temos canções indicadas ao Oscar, como Let It Go — Disney’s Frozen e Happy — Pharrel Williams; grandes hits recentes, a exemplo de Dark Horse — Katy Perry e Summer — Calvin Harris; e ainda músicas que nunca esperaríamos encontrar em alguma iteração da franquia (Tetris — Dancing Bros. que o diga); totalizando mais de 40 canções diferentes.

Está para chegar uma dança mais excêntrica que esta.

Esta é sua primeira vez jogando algum Just Dance? O jogo, em sua essência, é muito simples de entender: selecione uma música, uma coreografia e então dance o mais parecido possível ao dançarino que selecionar. Mas não basta imitá-los: seja o mais energético possível em seus movimentos! Esta é uma das franquias que mais bem utiliza o Kinect, afinal todos os seus movimentos são computados e avaliados pelo sensor da Microsoft.

Break Free — Ariana Grande está disponível como DLC gratuito!

Enquanto dança, é também possível cantar (a letra da música fica disponível para acompanhamento, caso ativada). Além de promover um desafio maior, você ganha pontos extras de Mojo, que podem ser trocados em algumas coreografias especiais e avatares para seu perfil.

Uma novidade do jogo é que, analogamente ao lançamento de Just Dance Now, é possível utilizar smartphones como no aplicativo, atuando como sensores de movimento para o Xbox One. Esta foi uma tentativa de trazer o título aos que não possuem o Kinect; funciona bem, mas não tanto quanto o sensor específico — afinal, nos consoles da Microsoft, o diferencial é o fato de se dançar livremente.

Esta função está exclusivamente no Xbox One e no Playstation 4.

O poder da comunidade

Com o Just Dance 2015, um novo recurso surge: o Community Remix. Através deste, você pode fazer parte do jogo. Utilizando a câmera do Kinect, é possível gravar sua performance em alguma música especificada pela equipe de desenvolvimento e compartilhá-la online. Abre-se então um período de votação das melhores danças do mundo todo, e com elas é criado um remix.

Just Dance 2015 também traz um novo modo, o Challenger Mode. Pela primeira vez na franquia, é possível enfrentar outras pessoas online; no Xbox One, no máximo seis pessoas podem competir entre si. Um aspecto positivo do recurso é a não necessidade de todos atuarem em tempo real; você pode desafiar resultados antigos de outros jogadores ou mesmo compartilhar os seus online.
Você já deve ter cansado de ouvir Happy, mas já dançou?
World Dance Floor, introduzido em Just Dance 2014, permanece entre os recursos do jogo, sendo basicamente um modo online multiplayer em que todos dançam uma música selecionada aleatoriamente (às vezes por meio de votação). Infelizmente, este modo não foi aprimorado, estando basicamente igual ao do jogo anterior.

A volta dos que (não) foram

Os Dance Mashups, presentes desde Just Dance 3, continuam trazendo passos de jogos anteriores aos mais recentes. A diferença é que, em Just Dance 2015, cada dança tem seu próprio tema: por exemplo, Birthday — Katy Perry ganhou um mashup baseado nas coreografias de músicas da cantora que já estiveram no jogo.
Não deixe de conferir os mashups temáticos do jogo!
Aprimorado ao longo dos anos, o Just Sweat, modo que faz a contagem de calorias gastas pelos jogadores, continua na lista de recursos do jogo. Non-Stop Shuffle, deixado de lado nos últimos jogos da franquia, está de volta, tornando possível dançar todas as coreografias (que você aguentar, ao menos) sem parar.

A festa não pode acabar!



Just Dance 2015 chega a todos os consoles que utilizam sensores de movimento (Wii, Wii U, PS3, PS4, Xbox 360 e Xbox One), embora os consoles da Microsoft saiam na frente pela precisa detecção de movimentos. Infelizmente, isso não impede que ainda haja alguma confusão entre jogadores durante a jogatina.

Os gráficos do jogo estão melhores do que nunca, trazendo cenários espetaculares e coloridos. A câmera nas coreografias muda de ângulo periodicamente, dando novas perspectivas às danças. O repertório musical do game engloba diversos gêneros, buscando agradar a todos os públicos. Just Dance mantém a velha fórmula de diversão descompromissada que faz sucesso desde 2009 com sua chegada ao Nintendo Wii.

Ligue o seu console, chame os amigos e Just Dance!

Prós

  • Lista de músicas diversificada;
  • Danças divertidas e descompromissadas;
  • Traz novos recursos, focando na comunidade;
  • Cenários deslumbrantes e coloridos;
  • É mais um Just Dance!

Contras

  • Recursos já presentes na franquia não foram bem aprimorados;
  • Eventuais problemas envolvendo troca de jogadores.
Just Dance 2015 – Xbox One – Nota: 9.5
Revisão: Alberto Canen
Capa: Wellington Aciole 
Robson Júnior é graduando em Ciência da Computação pela UFCG. No Blast, atua como diretor de redação e revisor. Reserva algum tempo para jogar, ler e escrever, algumas de suas paixões. Você pode encontrá-lo no Twitter e no Alvanista.

Comentários

Google+
0
Disqus
Facebook