Retrocompatibilidade, Hololens e muito mais na conferência da Microsoft

Com uma apresentação muito boa, a Microsoft mostra que o XBO está longe de perder a corrida dessa geração

A Microsoft finalmente parece estar dando o devido valor à E3. Depois de uma tragédia no ano de 2013, passando por uma excelente reviravolta no ano de 2014, a expectativa para ver o que a companhia traria para o Xbox One nesse ano crescia a cada dia. E, mesmo sem dispor do “hype” de outras empresas (como a Nintendo com seu NWC e a Bethesda com o pré-anúncio de Fallout 4, por exemplo), o que nesse a Microsoft entregou no começo dessa tarde de quarta feira certamente já é um dos, senão o maior, ponto alto da feira.

O que é um XBO sem Halo?

Talvez a pergunta seja um pouco forçada, mas é inegável o impacto e importância que a série Halo tem para a história do Xbox. Não é surpresa alguma, portanto, que a conferência tenha começado mostrando o mais novo jogo da franquia: Halo 5 Guardians. Além de uma pequena apresentação em CGI mostrando como se passará a história do jogo (que será dividida na perspectiva de duas equipes diferentes), tivemos uma amostra do novo modo multiplayer chamado Warzone, onde até 24 jogadores se juntarão, em um mapa quatro vezes maior do que qualquer um já visto na franquia, para enfrentar uma ameaça em comum.

E o que é um console sem exclusivos? 

Essa pergunta não é nem um pouco forçada e digo mais, a resposta é simples: nada. Tentando evitar a ausência de exclusivos, a Microsoft anunciou uma nova IP exclusiva do XBO assinada por Keiji Inafune e pelos criadores de Metroid Prime: ReCore. Com um apenas um teaser trailer não foi possível ver com clareza o que esperar do novo game, apenas que o jogador fará alianças com companheiros robôs enquanto explora um mundo pós apocalítico.

Voz aos jogadores

Após o anúncio de ReCore, tivemos a subida de Phil Spencer ao palco para anunciar que um dos maiores pedidos dos jogadores, apesar da grande dificuldade de realizá-lo, finalmente seria incorporado ao XBO: A retrocompatibilidade com jogos de X360. Com um gameplay de Mass Effect rodando no Xbox One tivemos a apresentação da nova funcionalidade que será implementada em grupos de jogos, e que trará melhorias gráficas para melhor adaptar os jogos ao novo console (além de permitir o uso das novas funcionalidades do console, como a possibilidade de gravar gameplays).

Um controle de elite

Todos sabem que o controle do XBO é um dos melhores da atualidade (sendo inclusive um dos preferidos para PC gamers devido a sua compatibilidade com Windows). Como se não bastasse isso, a Microsoft anunciou uma versão especial de seu famigerado controle, denominada Elite Wireless Controller. Além de uma precisão maior no seus movimentos e um tempo de resposta mais acelerado, o controle também trará a possibilidade de customização de seu d-pad e analógicos além de diversas configurações para as outras partes dele, permitindo uma grande gama de possibilidades.

Bethesda volta para arrepiar

Na sequência tivemos mais uma vez a Bethesda subindo ao palco da E3 para mostrar seu mais novo título: Fallout 4. Não foi, entretanto, o vídeo de gameplay desse que chamou a atenção, mas sim o anúncio feito por Todd Howard de que, pela primeira vez na história, os mods feitos no PC (uma marca registrada das franquias da Bethesda) serão transferíveis e jogáveis de forma totalmente gratuita no XBO.

Hora de acelerar

Era então a hora de um velho conhecido, e que já era esperado na conferência, dar as caras. Forza Motorsport 6 foi apresentado juntamente com o presidente da Ford, Henry Ford III, que não mediu elogios ao realismo da franquia de corrida. Tudo isso, é claro, enquanto um novo Ford GT descia no meio do palco.

Novas IPs para todos os lados

Depois de alguns teasers dos novos Dark Souls III, Rainbow Six Siege e Tom Clancy's The Division, tivemos o anúncio de mais uma nova IP, dessa vez exclusiva para XBO e PC: Gigantic. Com um visual cartunesco, o trailer mostrou um cenário repleto de ação e com diferentes personagens, cada qual com suas peculiaridades a disposição do jogador.

Indies everywhere!

Seguindo o vazamento de diversos trailers de jogos independentes que darão a cara no XBO ao longo desse e do próximo ano, a Microsoft trouxe, por meio de sua marca ID@XBOX, uma breve amostra dos grandes jogos indies que a plataforma irá ver nos próximos meses. O destaque foi para um exclusivo do console que mostrou uma jogabilidade clássica, porém muito bem feita, e um visual único inspirado nos desenhos da década de 30: Cuphead.

Lara Croft está de volta

Com o anúncio da exclusividade temporária do novo jogo da série Tomb Raider no XBO, era de se esperar que ao menos um teaser do game desse as caras na conferência, e as previsões estavam corretas. No vídeo podemos ver que mais uma vez a vida da protagonista não será nem um pouco fácil.

Rare também está de volta

Outro boato que chegou com força nessa semana se concretizou no palco da Microsoft: a coletânea com mais de trinta jogos da lendária empresa será lançado ainda em agosto desse ano, por um convidativo preço de 30 dólares. Mas não apenas isso: Craig Duncan, diretor da Rare, subiu ao palco para anunciar mais um exclusivo para XBO e PCs: Sea of Thives.

Vislumbrem o futuro

Talvez uma das grandes surpresas da tarde foi a apresentação do Hololens no palco. Mas porque, se ele já havia sido anunciado com vídeos mostrando seu funcionamento? Simples, pela primeira vez podemos ver o periférico funcionando em tempo real e integrado com um jogo, Minecraft. Até agora estou sem palavras para descrever o que vi, logo, deixo o vídeo para que vocês tomem suas próprias conclusões

Terminando com chave de ouro

Se a apresentação começou com Halo, uma das franquias responsáveis por elevar o Xbox ao patamar que esse se encontra hoje, nada mais justo que terminar a conferência com um exclusivo com mesmo peso na história do console: Gears of War. Tivemos a oportunidade de dar uma conferida no primeiro trailer de gameplay da sequência da franquia e podemos notar que a ação desenfreada, marca registrada da mesma, vai voltar com força nesse novo título.
João Pedro Meireles é graduando em Engenharia de Computação na UFRGS. Viciado em jogos, em especial Mobas e RTS, passou boa parte da vida jogando-os e pesquisando sobre aqueles que não teve tempo de jogar, o que o levou a virar redator do Xbox Blast.

Comentários

Google+
0
Disqus
Facebook