Paul Allen, o co-fundador da Microsoft

O empresário que, juntamente com Bill Gates, revolucionou a indústria de tecnologia.

Quando falamos na multinacional de tecnologia Microsoft, instantaneamente a ligamos ao empresário estadunidense Bill Gates, contudo os esforços para tornar a empresa realidade se devem ao trabalho conjunto de dois amigos: Bill Gates e Paul Allen.

Paixão pelos computadores

Nascido em 21 de janeiro de 1953 na cidade de Seattle, Estado de Washington, nos EUA, Paul Allen cursou o ensino médio na Lakeside School, onde conheceu seu amigo de longa data, Bill Gates. A dupla de adolescentes era apaixonada por computadores desde cedo e estudavam programação juntos durante e após as aulas, usando laboratórios de informática de universidades públicas.

Mais tarde, a dupla tomou caminhos diferentes com a entrada na universidade. Paul Allen foi aceito na Washington State University, mas dois anos depois abandonou o curso para trabalhar como programador no conglomerado multinacional estadunidense Honeywell.


Trabalhando com o que amava, Paul Allen exercia seu ofício numa filial da Honeywell, que era próxima a Harvard University, onde Bill Gates estudava. Ao reencontrar o melhor amigo, Allen o convenceu a largar a universidade e se juntar a ele para criar a Microsoft.

As bases da Microsoft

Antes mesmo de criarem a Microsoft, Paul Allen e Bill Gates fundaram sua primeira empresa juntos em 1972, a companhia chamada Traf-O-Data, cujo trabalho era oferecer rastreamento e análise de dados de trânsito.

Três anos depois foram lançados um dos primeiros computadores pessoais do mundo, o Altair 8800, da Micro Instrumentation and Telemetry Systems's (MITS). A invenção inspirou Allen a pensar em um programa que interpretasse o dispositivo, assim a dupla criou o sistema Altair BASIC, precursor do sistema operacional Windows, criado posteriormente.


Com o conhecimento e habilidade necessárias, em 4 de abril de 1975, Paul Allen e Bill Gates fundaram oficialmente a Microsoft. Multinacional de tecnologia cujo nome foi criado por Allen, uma junção das palavras "micro computer" e "software": Microsoft.

Uma vida devotada a ciência e tecnologia

Além de ser um dos fundadores da gigante Microsoft, Paul Allen realizou diversos outros trabalhos científicos, educacionais, culturais e filantrópicos. O magnata lançou um álbum de rock em 2013, intitulado Everywhere at Once; fundou o Allen Institute for Brain Science em 2003 e o Allen Institute for Artificial Intelligence em 2014.


O executivo também apoiou centenas de causas sociais, ambientais e culturais como: Museum of Pop Culture, STARTUP Gallery, Flying Heritage Collection e o Living Computer: Museum + Labs, bem como fez centenas de doações a academias educacionais. A obra de vida de Paul Allen mudou o mundo e somos gratos as suas contribuições inestimáveis para o avanço da cultura aliada a ciência e tecnologia.

Revisão: Diogo Mendes
Karen K. Kremer é mestre jedi em história pela UEPG e game designer pela Universidade Positivo. Viajante do tempo e cinéfila, considera Quantum Break uma obra-prima. Cresceu fazendo Meteoro de Pégasos e jogando videogame. Apaixonada por literatura, ilustração e dinossauros. Diz a lenda que com um bat-sinal no Twitter ou DeviantArt ela aparece.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook