Vem aí

Posso pressentir o perigo e o caos. O que será que Dragon Ball Z: Battle of Z trará ao seu Xbox 360?

Dragon Ball Z foi, e ainda é, um dos mangás e animes mais amados e adorados por fãs ao redor do mundo. A obra de Akira Toriyama se tornou ... (por João Pedro Meireles em 13/12/2013, via Xbox Blast)

Dragon Ball Z foi, e ainda é, um dos mangás e animes mais amados e adorados por fãs ao redor do mundo. A obra de Akira Toriyama se tornou um marco para a divulgação da cultura otaku e foi responsável pela alegria de milhões de crianças que nasceram no fim do século passado. Uma obra tão emblemática, portanto, não poderia deixar de ser recriada em nossos amados videogames, não é mesmo? Eis que após dois anos sem nenhum título da série DBZ surge Dragon Ball Z: Battle of Z, que promete encerrar a presença dos guerreiros Z na atual geração com chave de ouro.

Um por todos e todos por um

Se existe uma palavra que define a jogabilidade de DBZ: Battle of Z, essa é a Cooperação. O grande foco está nos combates entre duas equipes, trazendo até quatro guerreiros por time, e a união de suas habilidades para derrotar o adversário. Agora será possível, como no clássico Dragon Ball Z Legends, atirar os personagens metros adiante e combar esses arremessos para causar um efeito devastador chamado Meteor Chain.
Meteor Chain em ação
E esse não será o único golpe do clássico de PS1 a dar as caras no novo game. Outro ataque marcante será o Synchronous Rush, onde até três integrantes de seu time podem atacar o oponente de uma vez só. Esses, e outros combos, serão o trunfo para tornar DBZ: Battle of Z um game em equipe.

Com estilo de jogo tão focado no trabalho em grupo é óbvio que um robusto modo multiplayer não poderia faltar. Já foi anunciado que o título terá multiplayer online para até oito jogadores, divididos em quatro por time, algo inédito na história dos games da franquia. Foi possível perceber (por meio de demonstrações) inclusive, que cada herói fará parte de uma classe, passando dos guerreiros de curto e longo alcance até suportes.

De Raditz à Majin Boo

Mesmo focado no multiplayer, Dragon Ball Z: Battle of Z possuirá um dos modos mais importantes para os fãs da série que é o de história. O jogo terá, obviamente, a trama principal do anime como centro dessa modalidade. Entretanto, algumas participações especiais, como Broly, o lendário Super Sayajin, já foram confirmadas.

Além do arco principal e convidados especiais (normalmente ligados a filmes da franquia), os jogadores poderão escolher personagens do mais novo longa animado de DBZ, cujo nome é “A Batalha dos Deuses”. Apesar desses lutadores “extras” vale lembrar que a saga GT, odiada por muitos, não estará no game, o que acaba restringindo um pouco seu elenco.
É melhor ir chamando os amigos
Este seria, inclusive, o alvo da única polêmica em torno do lançamento do título: a ausência de transformações dentro da partida. Uma das coisas mais divertidas em relação aos jogos antigos da série eram as transformações, como os diferentes níveis de Super Sayajin ou as metamorfoses de Freeza. Em Dragon Ball Z: Battle of Z, entretanto, isso não será possível. De acordo com a Namco Bamdai, a decisão foi tomada para permitir um balanço melhor entre os personagens, fundamental para um jogo focado no multiplayer, visto que as transformações poderiam aumentar a força do personagem quebrando o ritmo das batalhas.
É melhor se contentar com a possibilidade de fazer essa equipe

O retorno dos guerreiros Z

Após muito tempo esperando, os fãs do famoso anime Dragon Ball Z finalmente terão a chance de se despedir da amada série nos consoles dessa oitava geração. Resta saber se a Namco Bamdai conseguirá entregar um título de despedida digno desse clássico que cativou e segue conquistando milhões de jogadores no mundo todo. Com uma proposta diferente e interessante enfoque em multiplayer, minha aposta é que sim, podemos esperar com otimismo Dragon Ball Z: Battle of Z. O que você acha, leitor?
Dragon Ball Z: Battle of Z (X360) 
Publicadora: Namco Bandai
Desenvolvimento: Artdink
Gênero: Luta 
Lançamento: 28 de janeiro de 2014
Expectativa: 4/5 


Revisão: Bruna Lima
Capa: Felipe Araujo
João Pedro Meireles é graduando em Engenharia de Computação na UFRGS. Viciado em jogos, em especial Mobas e RTS, passou boa parte da vida jogando-os e pesquisando sobre aqueles que não teve tempo de jogar, o que o levou a virar redator do Xbox Blast.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook