Top 10

Os melhores jogos da Rare Replay para curtir no seu Xbox One

Destacamos os jogos que não poderão ficar de fora da sua jogatina nessa coletânea de peso.


Como anunciado na última E3, a Microsoft, em parceria com a Rare, irá lançar uma coletânea com os 30 melhores jogos da desenvolvedora em um único disco para o Xbox One, com lançamento previsto para 4 de agosto deste ano. Clássicos da era NES ao N64 estarão chegando pela primeira vez ao Xbox One, além de tituloa do Xbox clássico, Xbox Live e Xbox 360, com direito aos jogos da Ultimate Play the Game, desenvolvedora que se juntou à companhia em meados 1988. Nós selecionamos os melhores games dessa compilação que você não poderá deixar de experimentar e se deliciar.

10. Viva Piñata (X360)

Vindo do 360, Viva Piñata é um dos mais belos trabalhos da Rare desde sua aquisição pela Microsoft em 2002. O jogo colorido e açucarado se passa em um lindo jardim onde o objetivo é conquistar o maior número de piñatas possíveis. E para isso você deverá cuidar de todo o cultivo ao bom estilo Havest Moon (SNES). As piñatas irão interferir no ecossistema do seu jardim, que poderá ser um sucesso, ou um desastre, cabendo a você cuidar de cada bichinho, descobrindo o que é melhor para cada piñata, tornando o jogo quase infinito.

Uma diversão colorida para todas as idades, mas que não passa muito disso. Muito curioso, Viva Piñata merece ser jogado em seu Xbox One, embora seja um jogo que necessite de tempo e cuidado. Contudo, é ideal para os pequeninos da casa, público um pouco esquecido nas propostas dos jogos atuais.

9. Jetpac (Commodore)

Jogo lançado pela Ultimate Play The Game em 1983 para o Commodore e outros microcomputadores da época, Jetpac era muito simples, contudo foi um grande marco na história da empresa por ser seu primeiro lançamento. O objetivo é montar e abastecer o seu foguete enquanto enfrenta alienígenas, com formatos de dardos ou bolhas, de um planeta desconhecido. O título conta com plataformas muito semelhantes ao jogos da época como Mario Bros. (NES), com aquele visual de fundo escuro e poucas cores saltando na tela.

A cada nível a dificuldade aumenta, como também a necessidade de reabastecer seu foguete, exigindo novas estratégias. Simplesmente uma pérola do mundo dos games que merece ser lembrada, considerado de nível difícil e bem-sucedido em uma época que os games lutavam por seu reconhecimento.

8. Perfect Dark Zero (X360)

Passando-se alguns anos antes do título original para Nintendo 64, Perfect Dark Zero foi lançado em 2005, inicialmente vendido em um pacote com o Xbox 360. Responsável por belos ambientes e personagens detalhados, o jogo ainda traz sons de primeira com muito techno rock e apresenta 14 missões no modo principal que vai te levar ao início da trajetória da bela Joanna Dark, até então caçadora de recompensas, e de como ela se juntou ao Instituto Carrington para combater alienígenas.

Contudo o game deixa a desejar se comparado ao seu antecessor, Perfect Dark (N64), uma vez que, para promover a Xbox Live, o jogo foca nos modos multijogador, o que acabou por fazer com que seus criadores não polissem com cuidado algum pontos da trama de Joanna, mas nada que deixe o brilho do jogo de lado, sendo um dos grandes games do X360, no seu início de vida, até hoje.

7. Jet Force Gemini (N64)

Lançado em 1999 para o Nintendo 64, Jet Force Gemini apareceu no console da Big N em sua era de ouro, trazendo três personagens principais, cada um com sua habilidade. Os gêmeos Juno e Vela e o cãozinho Lupus eram os protagonistas da vez. Membros da equipe Gemini, vivem apuros no planeta Goldwood, tomado pelo vilão Mizar, sendo sua missão utilizar os pontos fortes e as fraquezas de cada personagem para devolver a paz ao seu planeta.

Prepare-se para um jogo grande com muitos tiros e explosões de enlouquecer, além de corridas de espaçonaves em um dos visuais mais belos do Nintendo 64. O jogo só pecava pelas lentidões em algumas partes e também pelo lançamento tardio no N64, já que seu sucessor, o GameCube, viria apenas dois anos depois e ofuscado por um grande lançamento da própria Rare no ano seguinte (mais abaixo no nosso Top 10), fazendo com o que o game fosse pouco conhecido por muitos jogadores até os dias de hoje, o que torna recomendadíssima a visita a este game em seu Rare Replay.

6. Battletoads (NES)

O traumático jogo do NES, Battletoads, veio ao mundo em 1991, com seu estilo "anda e bata" levado ao extremo, apresentando uma dificuldade acima da média, mesmo para os jogos da época do NES, como Zelda II: The Adveture of Link ou Contra. Era preciso aniquilar inimigos, coletar itens e enfrentar chefões de tirar o fôlego, para finalmente salvar a Princesa Angélica. História batida, mas o jogo apresentava suas peculiaridades, como o modo de dificuldade desumano e, alguém disse "corrida no inferno"? Prepare-se para muitas mortes e frustrações com esses sapões e não vá tacar o controle na tela, afinal, você é um jogador hardcore, não é mesmo? Um desafio e tanto a ser relembrado no Rare Replay.

5. Killer Instinct Gold (N64)


Killer Instinct nasceu em 1994 nos arcades e foi rapidamente portado para o SNES, onde fez um enorme sucesso. Poucos anos depois, em 1996, Killer Instinct 2 também veio para o mundo dos arcades e, mais uma vez, foi portado para um console da Nintendo, mas desta vez para o Nintendo 64, com o nome de Killer Instinct Gold, já que o console poderia rodar os melhores gráficos do jogo — e mesmo assim precisou de alguns downgrades na imagem e no som. Contudo, foram apresentadas muitas novidades como batalhas, times e opções de treinos de golpes.

Conhecido como o "Mortal Kombat da Rare", o jogo de luta trazia personagens diferenciados, como um dinossauro, um lobisomem, um esqueleto, um cyborg, humanos e humanoides de lava e gelo e, claro, muito sangue e violência. E por que não falar dos consagrados Ultimate Moves, que jogavam literalmente seus adversários na tela? Apresentando um belíssimo visual e arenas em três dimensões, Killer Instinct Gold ainda irá render uma boa pancadaria em seu Rare Replay.

4. Perfect Dark (N64)

Um dos maiores clássicos do N64, Perfect Dark foi um jogo memorável para os fãs de jogos de tiro, lançado em meados do ano 2000. Futurístico, controlamos Joanna Dark, uma valente jovem, dona de uma personalidade única e agente do Instituto Carrington, combatendo inimigos desconhecidos em um fogo cruzado entre raças alienígenas, ao longo de 17 missões diferentes.

Muitos tiros esperando por você nessa aventura, que muitas vezes se assemelha a GoldenEye 007 (N64), contudo apresentando inovações na mecânica, em questões como iluminação e câmera, e no enredo, trazendo a identidade do jogo dentro do universo proposto pela Rare, exigindo tanto do Nintendo 64 (como era comum nos jogos da Rare em outros jogos da Nintendo), que era recomendado o uso do Expansion Pack, com a finalidade de aumentar a memória RAM do console. Apresentando ainda um multiplayer de tirar o fôlego, possibilitando horas e horas de diversão, Perfect Dark deixa sua marca na compilação como um dos jogos mais recomendados do pacote.

3. Conker's Bad Fur Day (N64)

Não é por menos que alguns dizem que a Rare é a grande responsável pela fase de ouro do N64. Temos mais um jogo "sixty-foooooour" na lista. Conker's Bad Fur Day, lançado em em 2001, é um daqueles jogos que num primeiro momento nos causa repulsa, mas após algumas chances, adquirimos um carinho especial por ele. O esquilo politicamente incorreto teve sua estreia em Diddy Kong Racing (N64), de 1997. Até então de aparência fofa e inofensiva, finalmente em seu jogo solo, mostra-se um personagem sacana e boêmio, que se meteu em grandes confusões após tomar uma com seus colegas, acordando literalmente de ressaca, daí o nome "Bad Fur Day".

Se a Rare queria criar uma identidade única para seu título, ela conseguiu. Simplesmente não havia nada parecido na época, chocando muitos pais e mães que estavam acostumados com macaquinhos fofos, bigodudos gordinhos e ouriços azuis saltando na tela da televisão, diferenciando Bad Fur Day de qualquer game de plataforma que você tenha jogado até então. Já que não passava muito disso mesmo. O negócio era correr e pular por aí, todavia, nas situações mais constrangedoras possíveis. Sendo um dos títulos mais icônicos do Nintendo 64, ele merece um lugar de destaque no nosso Top 10. Só não é mais icônico que os próximos dois...

2. Banjo-Kazooie (N64)

Um marco da história da Rare e, por que não dizer também, da história dos games, Banjo-Kazooie, de 1998, foi um dos games mais populares da época! Seguindo o grande sucesso de Donkey Kong 64 (N64), o game trazia o simpático ursão, Banjo, e sua fiel amiga passarinha, Kazooie, juntando suas forças contra a malvada bruxa Gruntilda para salvar a irmã de Banjo. Isso tudo em cenários grandiosos, com múltiplas missões e controles bem utilizados e confortáveis, de rápido aprendizado.

Cada personagem tinha características únicas: Banjo, grande podia dar socos e chutes, enquanto que Kazooie, em sua mochila, poderia voar, planar e correr com Banjo, em suas costas, repleto de itens colecionáveis e peças de quebra-cabeças. De longe um título fantástico que poderá ser jogado novamente pelo Rare Replay, mas que também já é encontrado na Xbox Live em sua versão em alta definição.

1. Banjo-Tooie (N64)

Se o primeiro jogo já era bom, Banjo-Tooie, continuação de Banjo-Kazooie lançado em 2001 pela Rare no N64, juntou tudo aquilo que seu irmão mais novo tinha de melhor e ainda apresentou muitas novidades à série. Tornou-se o título definitivo dos amigos Banjo e Kazooie no N64. Mais polido e complexo que o original, Banjo-Tooie é uma aventura imersiva com muitas missões e obstáculos a superar, para combater a volta da megera Gruntilda ao mundo dos nossos heróis.

Se já era muito divertido combinar as ações de cada personagem para atingir seus objetivos no game anterior, nesse, ainda era possível aprender novos movimentos. O que era imprescindível na exploração do grandioso mundo do jogo, que aliás, conseguiu se tornar ainda mais vivo nessa edição, com a presença de velhos e novos amigos, numa história cativante quase que como retirada de um livro de fábulas infantis. Banjo-Tooie é a superação da era dos 64-bits, que mostrava estar pronta para algo mais e merece o primeiro lugar no nosso Top 10!


Agora é só esperar pelo lançamento de Rare Replay previsto para 4 de agosto de 2015 e aproveitar esses e muito mais jogos do pacote. Uma oportunidade única de relembrar e conhecer novos amigos, de ontem, hoje e amanhã, pois é claro que queremos mais jogos como estes, Rare! Boa jogatina e até a próxima!

Revisão: Alberto Canen
Capa: Diego Migueis 
Felipe Calvi Felipe Calvi é professor de física formado pela UNESP e vive antenado no mundo dos games desde que ganhou seu primeiro console em 1994. Apaixonado por tecnologia, design e ciência, é redator do Xbox Blast e pode ser encontrado em seu Facebook

Comentários

Fórum
Google+
Facebook