Retrospectiva Microsoft 2016

Tudo o que a multinacional criada por Bill Gates e Paul Allen trouxe de melhor neste ano.

A companhia estadunidense de tecnologia Microsoft é uma gigante de produtos do gênero e, com isso, o Xbox não pode ficar de fora dos planos da empresa para o cenário dos jogos eletrônicos. Em 2016, a Microsoft trouxe excelentes novidades para os donos de seu console, aprimorou recursos já estabelecidos e anunciou novos projetos. Então, que tal revisitarmos os melhores momentos da multinacional na área dos games este ano?

Expansão da retrocompatibilidade

O recurso da retrocompatibilidade com jogos do Xbox 360 no Xbox One foi algo lançado em novembro de 2015. Em seu período inicial, a função apresentava apenas alguns jogos iniciais do antigo console para a nova geração. Contudo, em 2016 a Microsoft mostrou todo seu interesse na nova tecnologia e trouxe inúmeros títulos ao longo do ano, alcançando a incrível marca de 300 jogos retrocompatíveis disponíveis ao usuário.

Além da biblioteca de games do Xbox 360 jogáveis no Xbox One ter aumentado consideravelmente, a empresa se mostrou aberta a sugestões dos gamers, abrindo um canal de comunicação que permitisse aos jogadores indicar títulos do Xbox 360 que gostariam de ter no Xbox One. O que culminou numa grande satisfação por parte dos jogadores. Da mesma forma, os usuários da Xbox Live, em especial do serviço Xbox Live Gold, puderam ter acesso gratuito à maioria dos jogos retrocompatíveis através do Games with Gold.


Xbox One e Windows 10, o Xbox Play Anywhere

O recém-lançado sistema operacional Windows 10 faz parte dos planos futuros da Microsoft para a interação e integração entre o PC e o Xbox One, prova disso foi a fusão das divisões de PC e Xbox este ano. Com isto, a empresa lançou o programa Xbox Play Anywhere, cujo propósito é que a compra de jogos na Windows Store ou na Xbox Games Store seja feita a partir de uma conta única e exclusiva da Xbox/Microsoft, no qual o game estará disponível globalmente para ambas as plataformas.

A ideia é certeira: tornar a experiência no Windows 10 próxima ao do Xbox One e vice-versa. O programa lançado em setembro deste ano ainda não engloba todos os jogos do console, mas uma pequena parcela como Gears of War 4 (XBO/PC), Forza Horizon 3 (XBO/PC), ReCore (XBO/PC), Everspace (XBO/PC) e Astroneer (XBO/PC). Entretanto, a longo prazo a ideia é expandir o número de jogos com a funcionalidade e que os próximos lançamentos do console já venham com o recurso. Games que em breve receberão a função Xbox One-Windows 10 serão os exclusivos da Microsoft para 2017: Scalebound (XBO/PC), Halo Wars 2 (XBO/PC), Sea of Thieves (XBO/PC), Crackdown 3 (XBO/PC) e Cuphead (XBO/PC).

Maior espaço no HD do Xbox One

Não foi apenas a retrocompatibilidade que chegou no final de 2015 e se disseminou em 2016, outro recurso pouco falado e conhecido são os HDs externos para o Xbox One. O novo periférico permite ao usuário aumentar o HD interno do console com o acréscimo de um HD externo de até 8TB, o que faz o jogador não ter a necessidade de trocar seu Xbox One por um modelo com mais espaço. A novidade foi amplamente divulgada nas páginas oficiais do Xbox esse ano.

Contudo, para adicionar mais espaço ao console, o HD externo deve estar dentro de dois requisitos: tamanho mínimo de 256GB e possuir entrada USB 3.0. Há vários modelos de storage no mercado e não foram poucas as listas com os melhores HDs externos indicados para o console nas redes sociais oficiais do Xbox. Porém, o mais bem avaliado e recomendado é a série My Book, da Western Digital. Com tamanho mínimo de 1TB, o modelo também possui um software de backup e um adaptador AC para fonte de alimentação externa.


Xbox One S e Xbox One Scorpio

Durante a E3 2016, sem dúvida veio a público a maior novidade da Microsoft para o Xbox, os novos consoles Xbox One S e o Projeto Scorpio. Xbox One S significa Xbox One Slim, ou seja, o novo modelo destaca-se por seu tamanho discreto, 40% menor que o Xbox One, e pela cor branca, que realça seu design. O novo joystick possui tecnologia Bluetooth, que tem o dobro do alcance, e um design levemente melhorado. Outra novidade é a falta da porta para o sensor de movimentos Kinect, porém, para os que são assíduos dessa tecnologia, há uma porta disponível para um adaptador do periférico.

O Xbox One S possui tecnologia 4K e HDR inclusos. Porém, o recurso 4K do novo modelo da Microsoft não funciona para jogos, mas sim para outras mídias audiovisuais, como filmes e séries, enquanto o recurso HDR está disponível para todos os games do console. O desempenho do Xbox One S é praticamente o mesmo do Xbox One, com acréscimo do HDR e uma leve melhora no hardware.


Para os jogadores que desejam uma versão mais potente do console da Microsoft há o projeto codinome Xbox One Scorpio, anunciado para 2017, que promete trazer funções e tecnologias mais avançadas do que os atuais Xbox One e o Xbox One S, como resolução 4K, HDR e suporte para realidade virtual.

Exclusivos de 2017

Além de tantas novidades no plano tecnológico e interativo, a Microsoft também anunciou os novos jogos exclusivos do Xbox One para 2017. Dentre os games citados, destacam-se o RPG de ação Scalebound, da PlatinumGames; o run and gun Cuphead, da Studio MDHR; a continuação de Halo Wars de 2009, o jogo de estratégia Halo Wars 2, da 343 Industries; o jogo de tiro em terceira pessoa em mundo aberto Crackdown 3, da Reagent Games e o novo título da Rare, o multiplayer de aventura Sea of Thieves.


Depois de tantas surpresas bem-vindas neste ano, só nos resta a opção de sermos otimistas com 2017 e esperarmos tudo de melhor que a Microsoft está preparando para os fãs do seu console.

Revisão: Pedro Vicente
Karen K. Kremer é mestre jedi em história pela UEPG e game designer pela Universidade Positivo. Viajante do tempo e cinéfila, considera Quantum Break uma obra-prima. Cresceu fazendo Meteoro de Pégasos e jogando videogame. Apaixonada por literatura, ilustração e dinossauros. Diz a lenda que com um bat-sinal no DeviantArt, Wattpad ou Twitter ela aparece.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook