O sucesso de Cuphead e a importância do apoio da Microsoft aos indies

O apoio da Microsoft é um dos fatores responsáveis pelo sucesso de Cuphead.


Com mais de um milhão de cópias vendidas, definitivamente Cuphead é um grande sucesso, para a alegria dos desenvolvedores e da Microsoft. Caso você esteja morando em uma caverna e ainda não conheça Cuphead, se trata de um side-scrolling de ação desenvolvido pelo StudioMDHR, onde belíssimos gráficos e uma trilha sonora retrô simulando desenhos animados dos anos 30 se unem a uma jogabilidade afiadíssima, fundamental para superar a dificuldade elevada que o jogo apresenta. Definitivamente Cuphead foge dos padrões.


O primor técnico de Cuphead garantiu o sucesso, afinal em momento algum uma morte no jogo será culpa de um detalhe mal acabado, sempre que uma morte se faz presente a culpa é da falta de habilidade do jogador, forçando o treinamento constante, mas de forma agradável. Logo de início o jogo encanta, tanto nas nas fases curtas quanto nas magníficas batalhas contra chefes variados e ricos em detalhes. Tudo é tão bem construído que você não estranha de perder meia hora para completar uma fase, em meio a tentativas e erros, só para perceber, pela contagem de tempo apresentada ao fim da fase, que ela pode ser encerrada em menos de dois minutos. A liberdade dos desenvolvedores garantiu um jogo diferenciado que agradou ao público, como o número de vendas comprova.

A indústria de games hoje vive de projetos com custos de produção altíssimos, tornando difícil a liberdade dos desenvolvedores, que ficam limitados criativamente por serem forçados a seguir as tendências do mercado , pois na cabeça de quem financia tudo isso, ir a favor da maré no mercado é garantia de retorno financeiro.

Felizmente há alguns anos os jogos indies apareceram.

Os Jogos Independentes

Games indies no passado eram sinônimo de jogos gerados por grupos pequenos de desenvolvedores que criavam e moldavam o jogo nas horas vagas. Com o tempo os desenvolvedores indies se aperfeiçoaram e puderam se dedicar unicamente a fazer jogos, graças aos financiamento coletivos e investimentos externos. O cenário indie cresceu , mas seus jogos não conseguiam a mesma projeção dos gigantes da área.
Braid, um dos primeiros indies de sucesso, desenvolvido por Jonathan Blow

Há muitos jogos indie de qualidade disponíveis e muitos acabam virando sucesso apenas pelo boca a boca da comunidade, mas com Cuphead foi diferente. A Microsoft foi um grande diferencial nessa empreitada garantindo algo difícil para produtoras pequenas: visibilidade.

Existem festivais voltados para jogos indies, além de sites e canais no YouTube também com esse propósito, mas esses meios de divulgação não costumam pegar o grande público, geralmente eles atingem apenas um segmento específico, alguém que busca esse tipo de conteúdo, ou seja, a informação está disponível, mas falta motivação para os jogadores chegarem até essa informação.

Quem Não Aparece Não é Lembrado

A Microsoft com o seu programa ID@Xbox transforma esse cenário, pois ela apresenta esses jogos em grandes eventos entre anúncios de peso.

Quer saber novidades sobre o próximo Halo e o próximo Forza? Acompanhe a conferência da E3, mas entre um e outro você será apresentado a um jogo de menor orçamento, com um visual incrível ou jogabilidade inovadora que provavelmente irá chamar a sua atenção.
Graças ao ID@Xbox jogos indies são apresentados em grandes eventos

Um dos lemas do programa ID@Xbox é dar apoio a qualquer jogo que seja inovador. Com isso a Microsoft garante que o mercado seja abastecido com suas franquias já consolidadas, ao mesmo tempo que abre espaço para jogos diferentes que a mente desses geniais desenvolvedores idealizam, como um jogo de estratégia por turnos onde os personagens são os atores de um seriado nos moldes de Power Rangers (Chroma Squad, dos brasileiros do Behold Studios) ou então um jogo de corrida que homenageia o clássico Top Gear (Horizon Chase, dos desenvolvedores brasileiros da Aquiris Game) ou até mesmo um certo jogo com cara de animação dos ano 30...
O jogo indie Chroma Squad está disponível para Xbox One


Essa exposição que a Microsoft disponibiliza para as pequenas desenvolvedoras é fundamental para o sucesso, Cuphead é a prova, mostrando que tem espaço na indústria para todo tipo de jogo e a empresa quer garantir que esse espaço seja igual para todos.


Revisão: João Paulo Benevides
João Victor escreve para o Xbox Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook