Dicas e Truques

Forza Motorsport 7 (XBO/PC): Como criar vinis para carros — Desenhos

Aprenda a criar sua própria arte para os designs de carros de Forza Motorsport 7.

O editor de pintura do simulador de corrida Forza Motorsport 7 (XBO/PC), da Turn 10 Studios, oferece ao jogador a opção de criar seus próprios designs de carro personalizados. Após entendermos o processo de criação de logotipos, bem como de palavras e siglas é chegado o momento da tarefa mais difícil do editor de pintura: desenhos.

Como criar desenhos

Fazer desenhos em vinis de Forza Motorsport 7 é um trabalho árduo e demorado. Diferente do método tradicional de desenho, no qual temos liberdade para criar linhas e formas, no editor do jogo só podemos trabalhar com as formas geométricas e artes disponíveis. Contudo, isso não quer dizer que é uma tarefa impossível, apenas mais complicada.


Neste exercício darei continuidade aos meus vinis inspirados na saga de livros e da trilogia de filmes distópicos Maze Runner. Para tal utilizarei uma fanart que fiz do vilão Janson, interpretado pelo ator irlandês Aidan Gillen. Em meu desenho original, fiz a arte no estilo chibi, contudo para a pintura em Forza Motorsport 7 optei por uma versão minimalista para facilitar o trabalho com traços e cores.

Se você quiser desenhar uma ilustração em estilo anime, cartoon, mangá ou pintura, o mesmo procedimento deverá ser feito, porém com o acréscimo de detalhes, luz e sombra, volume e valores tonais. Entretanto, se é sua primeira vez desenhando, o mais indicado é reproduzir um desenho cujas formas geométricas sejam simples e práticas de usar no editor de pintura.


Mantenha a imagem escolhida próxima de você para poder consultá-la enquanto a recria no editor de pintura de Forza Motorsport 7. Em meu caso, comecei a pintura como eu começo qualquer desenho: com um esboço. Todavia, se sua arte for mais simples, você pode pular esta etapa e passar direto para as cores.

Por exemplo, o personagem Kirby, da Nintendo, é uma bolotinha rosa, então você pode começar usando círculos e outras formas da cor do personagem e ir direto para cores e finalização. Em meu exemplo, apesar do desenho em estilo chibi já possuir um formato mais arredondado, ele possui partes com formas mais complexas, por esta razão o uso do esboço se faz necessária.


Para fazer o esboço, eu optei pela forma de lua minguante da categoria Primárias na galeria Formas de Vinis, pois o design é muito próximo de um traço a lápis ou a caneta. Assim o trabalho com os comandos de tamanho, posição, rotação, inclinação e opacidade começaram. Quando se trata de desenho, paciência é essencial na hora de configurar a imagem de acordo com o que você necessita a partir da galeria de vinis.

Para criação de meu esboço, mexi avidamente nos comandos do editor de pintura para ajustar os traços a forma que eu queria dar. Depois da base terminada, comecei o processo de pintura. A colorização do seu desenho também será um processo árduo tal qual no esboço, pois novamente inúmeros ajustes de tamanho, rotação, inclinação e outros serão essenciais.


É importante lembrar que, diferente do Photoshop ou outro software de criação e edição de imagens, o editor de pinturas de Forza Motorsport 7 não possui sistema de camadas. Então, quando for desenhar, sempre coloque as formas e cores do desenho em uma ordem que não seja prejudicada pela sobreposição de outra imagem futura.

Por exemplo, em meu desenho, primeiro eu pintei o rosto do Janson e só em seguida acrescentei os olhos, boca, nariz e sobrancelhas. Isso aconteceu para que meus novos traços fiquem na posição adequada. Se no início eu tivesse colocado as formas do rosto e só depois pintado, ou eu acabaria pintando por cima do trabalho realizado ou poderia contornar os traços com a cor, o que seria um processo bem mais detalhado e longo.


Trabalhe a colorização de sua arte da mesma maneira como tem trabalhado com as outras formas de vinis: sendo criativo. Criatividade é primordial para criar bons designs no editor de pintura de Forza Motorsport 7, porém quando o assunto é desenho, essa criatividade se transforma em obrigação. Afinal se o jogador não souber ser criativo na hora de criar um desenho, não chegará a nenhum resultado.
Karen K. Kremer é mestre jedi em história pela UEPG e game designer pela Universidade Positivo. Viajante do tempo e cinéfila, considera Quantum Break uma obra-prima. Cresceu fazendo Meteoro de Pégasos e jogando videogame. Apaixonada por literatura, ilustração e dinossauros. Diz a lenda que com um bat-sinal no Twitter ou DeviantArt ela aparece.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook