Jogamos

Análise: Remexa seu corpo como nunca no agitadíssimo Dance Central 2 (X360)

Sem nada nas mãos e com muita disposição no corpo, os jogadores de Dance Central puderam aproveitar quase todas funções que o Kinect of... (por Ramon Oliveira de Souza em 02/02/2014, via Xbox Blast)


Sem nada nas mãos e com muita disposição no corpo, os jogadores de Dance Central puderam aproveitar quase todas funções que o Kinect oferecia. Sendo visto como um dos melhores jogos que se utilizam da câmera do Xbox 360, Dance Central 2 não surpreendeu quando foi anunciado. A sensação de “será que realmente tem coisa pra melhorar?” invadiu a mente dos fãs de um rebolado virtual que não deixaram de conferir essa beleza de jogo de dança, lançado exclusivamente para o console da caixa. Então, chame sua mãe, seu cachorro, sua sogra… chame todo mundo para colocar o corpo em ação e relembrar os mo(vi)mentos que Dance Central 2 pode proporcionar!

Ataque massivo

Com o sucesso eminente de Dance Central, a Harmonix não hesitou em lançar uma continuação para o seu promissor investimento inicial. Dance Central 2 chegou no Xbox 360 com algumas melhorias em relação ao seu “prelúdio”, com um modo história com equipes de dança, modo cooperativo e competitivo de dois dançarinos simultâneos e o modo “Break it Down” mais arrojado.

Revelado na E3 2011, Dance Central 2 já colocou a galera pra dançar ali mesmo!
Como não podia deixar de ser, a setlist do game estava bem maior e melhor, contando com os ritmos mais dançantes da música pop e do hip hop internacional, passando por Lady Gaga, Nicki Minaj e Justin Bieber e terminando em Usher, Sean Kingston e até mesmo Daft Punk.

Voando como um G6

Logo de cara, pudemos notar que o game contou com uma divertida tradução para o nosso português, que na prática, se tornou muito legal e atrativo, onde os personagens foram dublados e menus foram traduzidos, tudo para agradar a galera BR. Os movimentos dos personagens estão ainda mais precisos e complexos, e dessa vez você realmente vai precisar saber dançar se quiser conquistar um belo ranking. Mas não precisamos nos preocupar tanto, o modo Break it Down foi melhorado e estava lá para quem quisesse ensaiar alguns passinhos antes de mandar a ver na jogatina.

Meu exército é pesado a gente tem pod... Não, espera aí...
Ainda falando dos modos do jogo, finalmente pudemos contar com um modo cooperativo e um modo de batalha onde dois jogadores pudessem jogar simultaneamente, sem o troca-troca de lugar na frente da câmera que o primeiro título trouxe. Essa melhoria foi uma das mais notáveis, afinal, um jogo que tem um apelo para a diversão e multiplayer não poderia deixar de contar com um modo de duplas decente.

Um dois maiores atrativos do jogo sem dúvidas foi poder jogar em duplas ao mesmo tempo

Eu gosto disso

Se a quantidade de músicas do primeiro título não te agradou, aqui você não teve do que reclamar, disso eu tenho certeza. Afinal, contamos com 44 títulos, além de algumas DLC’s e que presentão foi aquele código para baixar todas as músicas e níveis de dificuldades do Dance Central? Pois é, apenas nos calamos e dançamos. Como foi dito antes, cada música contava com três níveis de dificuldade diferentes, os clássicos “easy”, “normal” e “hard”. Cada um apresentava um conjunto de passos e combinações de movimentos diferentes, exigindo do jogador, a cada nível superado com todas as estrelas, um pouco de requebrado a mais.

Se começar com 44 músicas é pouco pra você, então divirta-se com as DLCs, como essa de "Born This Way", da Lady Gaga

Romance Ruim

Mas nem tudo foi flores e samba em Dance Central 2. A ausência de um modo on-line no famigerado console dos “jogos em rede” na era do “tem modo on?” foi um tanto frustrante. Seria tudo mais bacana se pudéssemos disputar em um grande torneio pelo mundo afora, sem sair de casa. A dificuldade dos passos também afastou aqueles mais durões e resistentes a jogos coloridos, sem falar nas combinações às vezes constrangedoras que os personagens exibiam durante suas performances. Mas cá entre nós, quem liga pra isso na hora da diversão? É, eu sei, tem gente que liga pra isso.

Tenho certeza que alguns amigos seus ficaram assim, só observando os movimentos difíceis de Dance Central 2

Nasci desse jeito

Que Dance Central 2 chegou para abalar as estruturas dos games de dança e da sua casa, ninguém pode discordar. Um jogo discretamente mais enxuto, com um apelo maior pra diversão com a “galera” e com um belo e decente arsenal de músicas, Dance Central 2 se torna indispensável para qualquer dono de um Xbox 360 que tenha um Kinect pronto para ser usado. E você que jogou Dance Central 2, qual sua música favorita? Está esperando um Dance Central “One”? Não deixe de dançar, digo, comentar!

Prós


  • Melhorias na jogabilidade em relação ao seu antecessor;
  • Modo Break it Down melhorado;
  • Possibilidade de obter músicas do Dance Central e também algumas DLCs
  • Jogar em dupla ao mesmo tempo.

Contras

  • Não possuir um modo on-line;
  • Mesmo com o modo Break it Down, as danças são complicadas.

Dance Central 2 - Xbox 360 - Nota: 8.0


Revisão: Bruno Nominato
Capa: Stefano Genachi

Ramon Oliveira de Souza escreve para o Xbox Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook