Blast Test

Forza Motorsport 6: demo traz beleza e realismo sem igual ao Xbox One

Com visuais belíssimos, condições climáticas realistas e controles precisos, a demo de Forza 6 mostra um futuro promissor para a série

Uma das maiores séries automobilísticas dos videogames, Forza retorna ao Xbox One na sua sexta edição no dia 15 de setembro de 2015. Mas enquanto esse dia não chega, aproveitamos o feriado para testar a demo e contar para vocês o que achamos das novidades deste título tão aguardado, que promete ser o melhor e mais realista jogo de corrida já produzido para um console. Confira.

A corrida que estávamos esperando

Qualquer fã de carros e videogames sonha com o dia em que os consoles entregarão a experiência de dirigir os melhores carros do mundo com máxima fidelidade. Foi com essa premissa que Forza nasceu, ainda no primeiro Xbox. Com gráficos belíssimos para a geração e jogabilidade fluida, o título tornou-se um clássico instantâneo.

Cada novo jogo superava seu antecessor, tornando-se mais realista e divertido. Veio o Xbox One e Forza 5 alcançou um padrão quase inimaginável. Mas, para surpresa dos corredores virtuais, a Microsoft anunciou Forza 6, prometendo a mais completa experiência que um jogo de corrida pode oferecer.
Anúncio de Forza 6 durante a E3 2015.
E foi com muita expetativa que testei a demo do jogo neste final de semana. Estava bastante curioso para conferir as melhorias em relação a Forza 5 e de que forma a Turn 10 Studios adaptaria as mecânicas do jogo para receber os jogadores menos exigentes de Forza Horizon — aqueles mais preocupados na diversão do que na simulação. Sem demoras, vamos acelerar.

Alma de corredor

Após baixar os 12,67 GB da demo, chegava a hora de testar as promessas de Forza 6. E logo nos minutos iniciais, ou melhor, no vídeo de apresentação do jogo, fui fisgado pelas palavras apaixonadas do narrador, transmitindo o sentimento de um piloto em correr, desafiar seus limites e admirar uma bela máquina.
Ford GT 2017 com visuais do jogo. Impressionante, não é?
Forza 6, diferente da maioria dos simuladores, parece ter se preocupado em cativar o jogador além de simplesmente entregar uma experiência real. Mais do que correr, você é levado a admirar a corrida, a beleza do carro e a história da pista. É notável a paixão do time de desenvolvimento. Cada detalhe do jogo parece ter sido feito com extremo cuidado e carinho. E isso é evidente nas três corridas de qualificação disponíveis na demo.

Bem-vindos à nova geração

Se o objetivo era emocionar e deslumbrar logo nos minutos iniciais, Forza 6 conseguiu. Após a inspiradora abertura, somos levados para o Rio de Janeiro, na primeira corrida do jogo. É simplesmente deslumbrante correr com um Ford GT 2017 pelos pontos turístico da Cidade Maravilhosa. Tudo isso a 1080p e 60 quadros por segundo.

É realmente espantoso. Os visuais dessa primeira pista já dão a ideia do que o jogo é capaz. O brilho do sol, a textura do asfalto e o horizonte que mais parece uma tomada de filme são belos. O mesmo pode ser dito do carro. Além do realismo absurdo da carroceria, o interior do Ford GT é soberbo. Couro, costura, plástico e ferro são fielmente reproduzidos.


Depois de longos minutos apenas admirando a beleza do jogo, lembrei que estava ali para correr. Bom, e nisso o jogo é ainda mais interessante. Guiado por uma voz feminina em português — além da dublagem, o jogo apresenta menus e legendas no nosso idioma —, fui direcionado para a primeira experiência no volante pelas ruas do Rio.
As texturas do interior do carro são sensacionais.
A primeira pista serve como rápida introdução ao controle do carro. Nossa única preocupação é guiar o veículo enquanto tenta ultrapassar os adversários. No mais, as assistências do jogo cuidam em nos mostrar o traçado correto e frear sozinho quando entramos em alta velocidade numa curva.

São justamente essas assistências que transformam Forza 6 em um jogo para qualquer tipo de jogador. É possível ativar freios automáticos, deixar um guia do traçado correto da pista, retirar os danos e até diminuir a dificuldade dos adversários, entre outras opções. Tudo para facilitar a vida dos mais inexperientes. Mas, caso você esteja interessado numa experiência de simulação realista, é só desativar todas as assistências e sentir como se estivesse guiando um carro real — e ainda ganhar pontos extras caso consiga vencer.

Realismo e diversidade

Se a corrida no Rio de Janeiro já mostrou todo o poder gráfico do jogo, é em Yas Marina, nos Emirado Árabes, que somos surpreendidos com as novidades desta sexta edição. Sendo uma das maiores reivindicações dos fãs, finalmente podemos correr em pistas noturnas. Embora outros títulos já tenham proporcionado algo semelhante, em Forza 6 a experiência vai além, principalmente se você estiver com a visão do cockpit.

A iluminação, as texturas e o breu quando passamos por trechos menos iluminados impressiona. Tente observar quando seu carro passa pela iluminação da pista e veja como a lataria reluz de forma bastante convincente. Ainda em Yas Marina, somos apresentados às opções de ganho, que são desafios extras que geram mais recompensas.

A corrida noturna é um charme.
Após a corrida em Yas Marina surge um evento de exibição. Essas corridas especiais apresentam desafios históricos, carros lendários e momentos reais do automobilismo, trazendo um ar mais intimista para o modo carreira. Na demo, por exemplo, controlamos um carro de Fórmula Indy em Indianápolis.

A sensação de velocidade é alucinante.
Correndo numa das pistas ovais mais tradicionais do mundo, é possível sentir a alta velocidade do veículo, as ondulações da pista e até o aquecimento dos pneus. Isso sem falar nos arranhões no carro quando encostamos na lateral da pista. Tudo muito natural e bonito.

Sofri bastante até dominar o carro na pista molhada. 
Mas o mais impressionante da demostração ficou para o final. Na terceira e última pista da demo precisamos correr num circuito chuvoso sem igual. Das gotas caindo no para-brisas, passando pelas poças nas curvas, até a perda de aderência quando corremos pela tinta molhada no canto do asfalto, tudo é extremamente real.

Sem comentários.
Enquanto tentamos visualizar a pista pela densa chuva, sentimos o carro derrapar e perder velocidade quando passa por trechos mais molhados ou toca uma roda na grama. Sem falar que cada parte do controle vibra independente, de acordo com o ocorrido na corrida. A quantidade de variantes é absurda, transformando a experiência de jogo em algo difícil de encontrar comparativos.

Fantasia automobilística definitiva 

Unindo realismo, diversão e muito sentimento, a demo de Forza 6 apresenta a mais perfeita simulação já feita em um console de mesa, com visuais encantadores, física soberba e jogabilidade que beira a realidade. Com apelo para todos os públicos, Forza Motorsport 6 chega em 15 de setembro de 2015, com mais de 450 carros, cerca de 70 horas de modo carreira, partidas multiplayer online e a melhor simulação de corrida da série. Sendo um completo apaixonado por carros, ou não, esse jogo é garantia de qualidade.

E você, leitor, o que achou da demo? Ficou interessado em jogar a versão completa? Ou ele não é tudo isso que achei?
Revisão: Vitor Tibério
Capa: Guilherme Kennio  

Ítalo Chianca escreve para o Xbox Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook