Top 10

Top 10: Jogos retrocompatíveis que você deveria jogar no Xbox One

Separamos dez jogos do Xbox 360 que devem ser jogados imediatamento pelos donos do Xbox One.

Quando a Microsoft anunciou na E3 de 2015 que o Xbox One teria retrocompatibilidade com o Xbox 360, todos ficaram animados por poder aproveitar suas bibliotecas físicas e digitais no novo console da empresa. Mas as coisas foram um pouquinho diferente do que os jogadores esperavam.


Apesar de ter anunciado que pouco mais de 100 títulos estariam disponíveis no lançamento da atualização que traria a compatibilidade, esperava-se que muitos medalhões do velho 360 estivessem presente. Entretanto, o que se viu foram muitos títulos do serviço Arcade e pouca coisa de jogos físicos.



A situação, porém, não é ruim, visto que muitos jogos bons estão à disposição daqueles que já os possuem ou que adquiram os games através do seu 360 ou pelo site. Caso seu jogo esteja na lista e você o possua em formato digital, automaticamente ele será adicionado a sua biblioteca. As cópias físicas necessitarão de uma atualização e depois disso o disco será necessário para se jogar.

Separamos, na lista a seguir, dez jogos que valem a pena serem jogados novamente ou curtidos pela primeira vez. São títulos que se destacaram no 360 e ainda chamam atenção de muitos jogadores.

10 – Condemned: Criminal Origins

O primeiro Condemned, apesar de curto, é um jogo que vale ser experimentado por quem gosta de jogos de terror e sobrevivência. No papel do policial Ethan Thomas, o jogador é levado a um território infestado de psicopatas e assassinos que desejam desesperadamente saciar sua vontade de sangue.
Assassinos psicopatas para todos os lados.
A ideia aqui é se manter vivo e tentar entender o que está acontecendo. A trama vai se desenrolando aos poucos e as peças da história se encaixando para o final. O jogo conta com gráficos bonitos e, apesar de ser um título em primeira pessoa, armas de fogo são escassas. Por isso, o negócio é partir pedaços de madeira, canos e pés-de-cabra para se defender e atacar.

Lançado originalmente em 2006, o Xbox 360 foi o único console de mesa a receber o jogo, que também foi lançado para PC. As avaliações foram boas e serviram para que o interesse pelo game aumentasse.

9 - Banjo-Kazooie

A dupla urso e passarinho surgiu no Nintendo 64 pelas mãos da Rare em 1998. Após a compra da empresa pela Microsoft, os direitos da série vieram junto e todos os jogos estrelados pela dupla encontram-se no serviço de retrocompatibilidade.
Banjo encara qualquer desafio.
Todavia, para conhecer a origem dessa série, nada melhor que curtir o jogo que deu início a tudo. Banjo-Kazooie possui cenários grandes, ricos e cheios de coisas a se fazer. A dupla possui diversos movimentos aprendidos ao longo da jornada e úteis quase o tempo inteiro, além de um mundo habitado por criaturas divertidas e carismáticas.

Um exemplo a ser seguido de como se fazer um jogo de plataforma 3D está nesse game, que conta com designs de fase muito bem elaborados e extremamente criativos, feitos para explorar a capacidade do jogador em todos os aspectos.

8 - Beyond Good & Evil HD

Esse é um dos títulos que possivelmente passou despercebido por diversos jogadores e hoje figura entre as pérolas escondidas de seus consoles originais. Lançado em 2003 para todos os videogames de mesa da sexta geração, Beyond Good & Evil tem de tudo: uma história elaborada, jogabilidade afiada e horas de diversão.
BG&E é uma pérola escondida.
A trama se passa no planeta Hyllis. No controle de Jade, uma repórter, e seus amigos, o jogador terá que desvendar uma complexa trama alienígena a partir da coleta de evidências. No caminho da investigação, será necessário enfrentar monstros alienígenas, soldados equipados com todo tipo de armamentos, corridas de lancha e, se ainda tiver um tempinho, fotografar os animais e catalogá-los, tudo isso em um planeta vibrante e colorido.

Beyond Good & Evil HD deu um tapa de beleza no jogo que já era bonito e deixou tudo ainda mais vivo. O título recebeu críticas muito boas, mas na época de seu lançamento acabou sendo obscurecido por outros jogos mais famosos.

7 - Mirror’s Edge

Faith precisa correr, pular, saltar e se arriscar em telhados de arranha-céus enquanto coloca à prova todas as suas habilidades no parkour. E tudo isso tem um propósito: desvendar o assassinato de um amigo, que pode revelar uma conspiração ainda maior, e ainda se manter viva.
Faith contempla seu playground de parkour.
Enquanto a sequência não chega, nada melhor que aproveitar o primeiro título na retrocompatibilidade do Xbox One. O game conta com gráficos bonitos e estilizados, além de uma jogabilidade fluida, algo essencial no gênero em que Mirror's Edge se encaixa, e uma curva de aprendizado rápida que deixa em pouco minutos qualquer um expert em parkour.

O que mais chamou atenção no seu lançamento foram os gráficos. Tudo ao seu redor será basicamente preto e branco, com o azul do céu criando nuances nos cenários, e os lugares com que se pode interagir recebem cores vivas como amarelo, vermelho, azul, impedindo que o jogador se perca nesse mar etéreo de concreto.

6 - Shadow Complex

Lançado originalmente em 2009, esse título de ação 2.5D deve ser conferido por aqueles que ainda não tiveram essa oportunidade. Felizmente, a retrocompatibilidade trouxe essa pérola para que esse erro seja redimido.
Armamento pesado e inimigos sem piedade o aguardam.
A história pode parecer um pouco simples, mas não se deixe enganar. Quando um rapaz e sua namorada se perdem nas montanhas, a garota desaparece e, em suas buscas, Jason acaba encontrando uma grande instalação militar misteriosa.

Ao se envolver cada vez mais com a trama, o jogador entende que não deve somente salvar sua amada, mas os EUA por inteiro, impedindo o início de uma guerra civil orquestrada por mentes malignas. Para realizar a missão, o melhor a se fazer é usar o próprio armamento do inimigo a seu favor. Atire, jogue granadas, mísseis, lasers e tudo à disposição em ambientes incrivelmente detalhados e ricos.

5 - Mass Effect

Mass Effect é um RPG de ação com um ambientação impressionante e uma história que depende exclusivamente das decisões do jogador para que a trama se desenrole. Nesse primeiro título da trilogia, conhecemos o estopim de toda a problemática que acompanhamos posteriormente nos outros jogos até o desfecho.
Shepard viaja pelo universo para salvar o universo.
Contando com tecnologia de ponta, armas e veículos super avançados, Shepard (que pode ser homem ou mulher dependendo da decisão do jogador) une-se a sua equipe para coletar um misterioso artefato alienígena que causa uma verdadeira crise política no universo.

Esse primeiro título teve sua jogabilidade muito influenciada pelos RPGs, algo não muito explorado pelas duas sequências, que focaram mais na ação porém não deixando de ser excelentes títulos. Mass Effect é recomendado para quem gosta de ação, RPG e ficção científica. Enquanto isso, estamos torcendo para que o 2 e o 3 cheguem logo à retrocompatibilidade.

4 - The Witcher II: Assassins of King

Há pouco tempo, o jogo da vez nos consoles do mundo todo era The Witcher 3, que impressionou com seu mapa gigantesco, variedade de missões e um universo rico. Mas que tal conferir a segunda aventura de Geralt de Rivia através da retrocompatibilidade?

The Witcher II: Assassins of King cria o cenário em que a terceira versão da série começa. A aventura gira em torno de Geralt tentando provar sua inocência após ser injustamente acusado de ter matado o rei de Temeria, Foltest, para quem trabalhava como guarda-costas.
Witcher II tem belos gráficos e um longo mapa para se explorar.
Para essa jornada, Geralt terá a companhia da feiticeira Triss Merigold, que acredita em sua inocência e deseja ajudá-lo a encontrar o verdadeiro assassino do rei. O jogo conta com lindos gráficos e um mapa cheio de coisas para se fazer.

A essência dos RPGs está extremamente enraizada em sua base, mas sem deixar o fator ação de lado. A versão para o Xbox 360 foi chamada de Enhanced Edition, que conta com conteúdos extras que acrescentam até quatro horas a mais de jogo, e é essa a disponível na retrocompatibilidade.

3 - South Park: The Stick of Truth

Cartman, Kenny, Stan e Kyle se juntaram mais uma vez para criar o RPG mais épico que South Park já viu, ou quase isso. Como o "novo garoto", sua missão é explorar um mundo medieval e lutar para defender o "graveto da verdade" que concede o controle do reino a quem o possui.
Com Cartman na sua equipe tudo dará certo...ou não.
O jogo possui todo aquele ar cômico a que o desenho já está acostumado. A visão do jogo é uma perspectiva 2.5D e as batalhas rolam como um RPG tradicional em turnos. Tudo é bastante colorido, divertido e fiel à animação, além de proporcionar horas de diversão.

Os quatro garotos e todos os seus amigos estão presentes, cada um interpretando um papel nessa jornada meio louca. Para quem gosta da série, é um prato cheio de referências, e para quem curte um bom RPG, vale perder um tempo nessa insanidade.

2 - Assassin’s Creed II

Se existe um título da série Assassin's Creed que se destaca até hoje, então esse jogo seria a sua segunda iteração. Assassin's Creed II conseguiu a façanha de transformar a franquia, que deu seus primeiros passos em um jogo mediano e repetitivo, em algo divertido e de qualidade.

Grande parte desse mérito se deve ao carismático protagonista e a incrível ambientação. Tudo foi melhorado a partir de seu antecessor: a jogabilidade, os gráficos e a variedade de missões conseguiram colocar o jogo como um dos mais elogiados pelos fãs e críticos em seu lançamento.
Ezio é o protagonista que todos adoram.
Ezio é um italiano galanteador que vive seus dias de farra na Itália do século XV. Após ter seus parentes brutalmente executados e descobrir sua herança assassina, o personagem põe em prática sua vingança contra aqueles que destruíram sua família.

Para aqueles que conheceram a série nos jogos mais atuais, é importante conferir essa segunda aventura, que se transformou em um marco na história dos assassinos.

1 - Gears of War

Gears of War é uma importante franquia quando o assunto é a marca Xbox e nada mais justo que toda a série estar presente na retrocompatibilidade. Os quatro títulos estão disponíveis na serviço retrô, mas escolhemos o primeiro deles para figurar nessa lista.

O primeiro jogo trouxe um estilo de ação mais visceral, no qual os alienígenas não tinham misericórdia com os humanos, então a solução era partir para a batalha e colocar algumas balas nas carcaças desses seres.
Acabando com a escória alienígena.
Durante a campanha do jogo, seguimos Marcus Phoenix e seus companheiros da força COG, que enfrentam os alienígenas Locust surgidos do interior do planeta Sera, constantemente explorado pelos humanos em busca de novas fontes de energia.

Armamentos variados e inimigos extremamente hostis serão uma contante nesse jogo de ação com um clima de imediatismo que deixa tudo ainda mais interessante. Para quem nunca deu uma chance à série, essa é a hora.

Infelizmente, muitos títulos bons ficaram de fora da nossa lista, mas há uma variedade interessante de títulos disponíveis na retrocompatibilidade que cobre diversos estilos de jogos. E vocês, o que acharam do nosso Top 10? Deixem suas opiniões e criem os seus próprios nos comentários abaixo.

Revisão: Robson Júnior
Capa: Gabrielle Mustafa

Fabio Oliveira é Analista de Sistemas formado pela UERJ. Além da paixão pelo mundo dos games, é fanático por seriados americanos, cultura japonesa e filmes de ficção científica. Fã de Mario e Resident Evil resolveu contribuir para o universo gamer sendo newposter no Xbox Blast.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook