Hands-on

BGS 2017: Super Lucky's Tale aproveita os melhores conceitos dos jogos de plataforma em 3D

Raposinha chega ao Xbox One e PC no próximo dia 07 de novembro.



Uma das boas surpresas da Microsoft durante sua conferência na E3 deste ano foi Super Lucky's Tale. O jogo é regado pelo fator nostalgia ao explorar conceitos que fizeram sucesso em clássicos como Banjo-Kazooie, com grandes fases repletas de segredos, desafios e uma enorme variedade de colecionáveis para serem encontrados. Na BGS 2017, o game estrelado pela raposinha está disponível no estande do Xbox e agrada pelo pouco que revela.


A demonstração tem cerca de 15 minutos de duração e começa no topo de uma cordilheira cercada pelas nuvens. A área explorável do mapa é toda colorida e cheia de detalhes com estilo cartunesco, já a delimitação do cenário acontece pela névoa que não permite enxergar o que acontece aos pés da montanha. No entanto, as famosas paredes invisíveis estão ausentes e qualquer movimento em falso resulta em queda livre e menos uma vida.

Controlar a raposinha é bem fácil e, mesmo sem nenhum tutorial, as tarefas a serem concluídas acabam sendo facilmente compreensíveis. Por exemplo, um portão trancado é aberto ao rodar a placa localizada logo ao seu lado. Além de correr, executar o pulo duplo e rodopiar, o personagem é capaz também de se locomover por debaixo da terra. Pelo caminho, muitos itens podem ser coletados, como moedas, corações e as letras da palavra Lucky.
Tudo muito colorido


A primeira parte da demonstração permite explorar uma fase de "mundo aberto", com vários itens espalhados por todos os cantos. Já na segunda, a aventura prossegue dentro da montanha, onde a raposa precisa levar um pequeno guardião até o portão de saída. Nesta etapa, o jogo se transforma em um estilo mais linear, que lembra bastante a série Crash Bandicoot. Conseguir mesclar elementos de plataforma que oferecem maior liberdade com etapas mais fechadas foi o que me chamou a atenção na demonstração.

Ao final, acontece a luta contra o primeiro chefe: uma gatinha ninja. Para derrotá-la, a estratégia se resume a acertar seus ajudantes para que voem na direção dela. O nível de dificuldade não é nada exorbitante, mas também está longe de ser fácil. Pelo pouco que pude experimentar, poderia afirmar que se trata de uma experiência com desafios na medida ideal.

Super Lucky's Tale será lançado no próximo dia 07 de novembro para Xbox One e PC (Windows).
Vinicius Veloso é jornalista e obcecado por games (não necessariamente nessa ordem). Seu vício começou com uma primeira dose de Super Mario World e, desde então, não consegue mais ficar muito tempo sem se aventurar em um bom jogo. Está no Facebook ou Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook