Hands-On: Assassin's Creed III (X360)

Assassin’s Creed III traz um novo protagonista em um novo cenário histórico - a luta pela independência dos Estados Unidos da América para c... (por Filipe Salles em 23/10/2012, via Xbox Blast)

Assassin’s Creed III traz um novo protagonista em um novo cenário histórico - a luta pela independência dos Estados Unidos da América para com seus colonizadores ingleses – e promete também ser o jogo que encerrará a história do assassino da era atual, Desmond Miles. A equipe Game Blast testou o jogo em primeira mão na Brasil Game Show 2012 e trouxe um hands-on que você poderá conferir agora!


Fluidez é a palavra-chave


No estande da Ubisoft, mesmo de longe, já era possível perceber que o maior destaque da empresa para a feira era a versão jogável de uma de suas maiores franquias, Assassin’s Creed. O game foi exibido em um telão que marcava o local de uma enorme fila de fãs ansiosos para experimentar o terceiro título da franquia. Lembrado que Assassin’s Creed: Brotherhood (X360) e Assassin’s Creed: Revelations (X360) apenas dão continuidade à história do segundo título.



Ao chegar nossa vez, não nego que estava consideravelmente ansioso para novamente poder chutar o traseiro de templários, mesmo que fosse só um pouquinho. Jogamos em um cenário fechado, no qual Connor está escapando de uma fortaleza em chamas, ao mesmo tempo em que soldados inimigos estão no caminho entre a vida e a morte.

Com todos os elementos citados acima, é comum em diversos jogos acontecer uma pequena queda na taxa de quadros por segundo (frame rate), principalmente porque os efeitos de fumaça geralmente exigem bastante do motor gráfico, porém, AC3 permanece fluido mesmo neste tipo de condição adversa.

Espada é para os fracos


Diferente dos outros antepassados de Desmond, Altair e Ezio Auditore, que tinham a espada como a arma de combate corpo-a-corpo mais comum, Connor luta com um Tomahawk (mais conhecido como machadinha) e uma faca, nos quais são utilizados ao mesmo tempo. Este fator acaba tornando a mecânica de combate diferente do que já foi visto.


Para quem já jogou as versões anteriores da franquia, é fácil se acostumar com o timing dos golpes da espada, o que tornava a realização de combos bem simples. Agora em AC3 será necessário novamente pegar o timing dos combos do novo protagonista, ou simplesmente utilizar a velha técnica do button-mashing, para despachar os inimigos como pode ser visto abaixo no gameplay gravado na BGS 2012.

[youtube width="448" height="252"]http://www.youtube.com/watch?v=VT_xjiY8Sbk&[/youtube]

O que devemos esperar de Assassin’s Creed III


Assassin’s Creed IIIserá sem dúvidas o jogo mais amplo da série e também o que mais se diferenciará de seus predecessores, visto que o próprio cenário possui características diferentes dos outros títulos.

Infelizmente não pudemos testar tudo o que AC3 pode nos oferecer, como as modalidades multiplayer e o modo de batalha naval, porém a principal impressão que tivemos foi a de que precisaremos reaprender a jogar Assassin’s Creed, o que por si só já é uma ótima notícia, notado que as principais reclamações dos jogadores acerca de Assassin’s Creed: Revelations era a falta de novidades em relação às mecânicas de jogo, aparentando ser mais um pacote de expansão do que um jogo completo em si.

Por fim, deixo meus agradecimentos ao Luiz Fernando de Lira da equipe Game Blast pela gravação do vídeo.

E você? Ansioso para testar o próximo blockbuster da Ubisoft? Já adquiriu a sua cópia na pré-venda ou está esperando para ver se o jogo vale mesmo a compra? Assassin’s Creed III tem previsão para lançamento internacional em 30 de outubro, e o lançamento em terras tupiniquins está programado para o final de novembro. Para mais informações confiram a prévia aqui no Xbox Blast!

Revisão: Leonardo Nazareth

Filipe Salles é formado em Administração de Empresas pela UNIGRANRIO, joga videogame desde os quatro anos. Nerd assumido, adora falar sobre cultura geek e videogames, o que o levaram à redação do Xbox Blast e da PlayerTwo. Está no Facebook e Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook