Discussão

O Kinect chegou ao fim?

O sensor de movimentos da Microsoft será descontinuado?

Quando o sensor de movimentos Kinect foi lançado em 2010 para o então Xbox 360, a novidade atraiu vários jogadores e o acessório passou a integrar o conjunto padrão de equipamentos do console da Microsoft. Contudo, desde sua versão 2.0, lançada em 2013 no mesmo momento do Xbox One, jogos destinados ao periférico têm se tornado cada vez mais escassos. Seria isto um sinal do fim do Kinect?

Sinais de descontinuidade

Faz alguns anos desde que vimos algum grande título reservado ao sensor de movimentos da Microsoft, como Dance Central (X360) em 2010. A série de jogos de dança da Harmonix possuía lançamentos anuais e foi descontinuada em 2014 com o lançamento de Dance Central Spotlight (XBO). A duologia Kinect Sports (X360) e Kinect Sports: Season Two (X360), da Rare, foram competentes, mas insuficientes para segurar os fãs da tecnologia. O mesmo ocorreu com Kinect: Disneyland Adventures (X360) e Kinectimals (X360), ambos da Frontier Developments.

Apesar disso, em 2012 a Microsoft lançou o Kinect para o Windows 8, dando suporte a profissionais que desejassem produzir conteúdo para o sensor de movimentos. Entretanto, a tecnologia sofreu o mesmo destino de desgaste de suas versões anteriores destinadas ao console. Vale notar que a maioria dos grandes lançamentos do Kinect obtiveram maior sucesso no contexto do Xbox 360, enquanto a nova geração carece de títulos marcantes, destacando-se atualmente apenas a série musical multiplataforma Just Dance, da Ubisoft.


Outro sinal dessa tendência é a ausência do Kinect no Xbox One S. A versão slim do Xbox One possui uma entrada para aqueles que desejam o periférico, contudo, o constante lançamento de pacotes de jogos, programas e aplicativos que não utilizam mais o Kinect é preocupante, e revela que a empresa não tem interesse em continuar com o seu uso.

Não apenas isto, o novo console da família Xbox, o Xbox One X, também não vem acompanhado do Kinect e não possui entrada para o acessório. Deste modo, caso o jogador deseje ter o sensor de movimentos é necessário ter um adaptador que conecte o periférico à nova máquina de jogos da Microsoft. Ao deixar o Kinect de fora da versão padrão do Xbox One X, a empresa de Bill Gates reforça a ideia de que a Microsoft esteja planejando a descontinuidade do Kinect.

Projeto Windows Mixed Reality, a realidade virtual

Em 2016, a Microsoft anunciou o projeto de realidade virtual intitulado Windows Mixed Reality, em parceria com grandes empresas de tecnologia como Acer, ASUS, Dell, HP, Lenovo e 3Glasses. O novo plano é entrar no mercado de games com suporte a realidade virtual.

A Microsoft lançou no início deste ano seu próprio headset de realidade virtual, que atualmente se encontra disponível para desenvolvedores de jogos para o Windows 10 e interessados em projetar programas para o HoloLens. A intenção da Microsoft para 2018 é tornar o acessório VR parte integrante do Xbox One e também oferecer opções de programas e jogos de realidade mista.


Os crescentes interesse e investimento da Microsoft no novo ramo de jogos eletrônicos, bem como o abandono de jogos e programas para o Kinect, como o fim do Xbox Fitness, confirmam a teoria de que o sensor de movimentos não será parte dos novos planos da empresa para o Xbox One e Windows 10.

Revisão: Vitor Tibério
Karen K. Kremer é mestre jedi em história pela UEPG e game designer pela Universidade Positivo. Viajante do tempo e cinéfila, considera Quantum Break uma obra-prima. Cresceu fazendo Meteoro de Pégasos e jogando videogame. Apaixonada por literatura, ilustração e dinossauros. Diz a lenda que com um bat-sinal no Twitter ou DeviantArt ela aparece.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook